1. 10 Coisas que espantam qualquer leitor de um blog
  2. 10 Motivos para assistir Abnormal Summit
  3. 10 Dicas para fazer uma boa Resenha
  4. 3 Decepções Literárias
  5. 4 Clichês que nunca perdem a graça
  6. 5 Coisas que viciados em Livros já deve ter passado
  7. 5 Comédias Românticas Que Fogem aos Padrões
  8. 5 Doramas para te encher de Fofura
  9. 5 Filmes coreanos para assistir nas férias.
  10. 5 Filmes de Época para se apaixonar
  11. 5 Motivos para assistir Re: mind
  12. 52 Filmes em 52 Dias: As Sufragistas
  13. 52 Filmes em 52 Semanas: Marathon
  14. 6 Motivos para ler Extraordinário
  15. 7 Motivos para se apaixonar por I’m Not a Robot
  16. Acabe com a Neura do Layout Perfeito
  17. Resenha: Alice – Boy From Wonderland
  18. Show do Asian Kung Fu Generation em Fortaleza ( Um Sonho Realizado)
  19. Resenha: As Travessuras de uma Sereia
  20. Blogagem Coletiva: 3 Top das Galáxias
  21. Blogagem Coletiva: O que aprendi com a minha mãe
  22. Cantores que você precisa conhecer
  23. Capitão Fantástico e O Palhaço – Dois Filmes para por no pontinho
  24. Coisas que você precisa saber antes de migrar para o WordPress
  25. Conheça a animação nacional Até que a Sbornia nos Separe
  26. Conheça a tocante historia de Com amor, Van Gogh.
  27. Conheça a Ilustradora Daieny Schuttz.
  28. Conheça nossa nova parceira a autora Nina Spim.
  29. Conheça Wanna One e o programa que o formou – Produce 101 Season 2
  30. Conta Premium – Dramafever X VIKI
  31. Dar para se amar sendo fora do Padrão, beleza?
  32. DEAN aquele cantor que todo mundo precisa escutar
  33. Death Note: Iluminando um Novo Mundo. Uma nova historia com a mesma essência.
  34. Desafio: 12 meses Literários
  35. Desafio: 52 Filmes em 52 Semanas
  36. Resenha: Dirk Gently’s – 1° Temporada
  37. Doramas que precisam de Segunda temporada para já!
  38. 5 Doramas psicológicos que você tem que assistir
  39. Edição Econômica X Edição Normal – Qual vale a pena?
  40. Especial Dias das Mães: Indicação de Filmes
  41. Estreias de Doramas: Janeiro e Fevereiro 2017
  42. Faça edições incríveis com o Canva
  43. Filme: Judge
  44. Fragmentos do Horror – Horror em forma de arte
  45. Guia: Doramas para Iniciantes – Parte 1
  46. Para que plagiar se pode encontrar imagens de graça?
  47. Indicação: 5 Doramas que andei assistindo e recomendo.
  48. Lápis de cor Leo&Leo valem a pena?
  49. Melhores e piores adaptações de Animes/Mangás.
  50. Minhas Próximas Leituras
  51. Moana: Um Mar de Aventuras
  52. O que 2017 me deixou?
  53. O que andei assistindo…
  54. O que andou acontecendo na minha vida nesse período.
  55. O que tem na minha estante? Minhas Capas favoritas.
  56. Resenha: O Lar das Crianças Peculiares
  57. Onde assistir Doramas? Os Melhores Fanbub’s e App’s para te ajudar.
  58. Passe a Sexta- Feira 13 com a Saga Uma Noite de Crime
  59. Por que é importante não ter medo de mudar?
  60. Precisamos falar sobre a musica Instagram do DEAN
  61. Presence of the Almighty
  62. Presentes para O Dia dos Pais
  63. Querido(a) Blogueiro(a), mais respeito pelo trabalho dos colegas.
  64. Resenha: Rebel- Thief Of The People
  65. Resenha: 13 Reasons Why / Os 13 Porquês
  66. Resenha: A Bela e a Fera – Livro
  67. Resenha: A Elite
  68. Resenha: A Escolha
  69. Resenha: A Seleção
  70. Resenha: Achados e Perdido. – A Literatura pode mudar vidas.
  71. Resenha: Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme
  72. Resenha: Até que a Culpa nos Separe
  73. Resenha: Atypical
  74. Resenha: Battle Royale
  75. Resenha: Caraval
  76. Resenha: Cart
  77. Resenha: A Casa Vazia
  78. Resenha: Chicago Typewriter
  79. Resenha: Circle
  80. Resenha: Corte de Espinhos e Rosas
  81. Resenha: Corte de Névoa e Fúria
  82. Resenha: Deixe-me Em Paz
  83. Resenha: El Bar
  84. Resenha: Em Algum Lugar nas Estrelas
  85. Resenha: Goblin – The Lonely and Great God
  86. Resenha: Good Doctor
  87. Resenha: A História do Brasil Para Quem Tem Pressa
  88. Resenha: Hush – A Morte Ouve
  89. Resenha: Hwayi: A Monster Boy
  90. Resenha: Hyung
  91. Resenha: Koe no Katachi / A Silent Voice
  92. Resenha: Las Chicas del Cable
  93. Resenha: Las Chicas del Cable – 2° Temporada
  94. Resenha: Liar Game versão Coreana
  95. Resenha: Lion – Uma Jornada Para Casa
  96. Resenha: A Longa Marcha
  97. Resenha: Lookout
  98. Resenha: Moon Lovers Scarlet Heart Ryeo
  99. Resenha: My Wife’s having an affair Week
  100. Resenha: Naked Fireman
  101. Resenha: Nerve – Um Jogo Sem Regras
  102. Resenha: O Guia do Mochileiro das Galáxias
  103. Resenha: O Menino da Lista de Schindler
  104. Resenha: O Mínimo Para Viver
  105. Resenha: O Nevoeiro, mais uma decepção para lista.
  106. Resenha: O Sorriso da Hiena – Os Fins justificam os meios?
  107. Resenha: Oh My Venus
  108. Resenha: Pandora
  109. Resenha: Princess Hours Thai
  110. Resenha: Reportagem Exclusiva
  111. Resenha: Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal
  112. Resenha: Rotas de Fuga
  113. Resenha: Save Me
  114. Resenha: The Sound Of Your Heart
  115. Resenha: Stranger / Secret Forest
  116. Resenha: Stranger Things – 1° Temporada.
  117. Resenha: Strongest Deliveryman
  118. Resenha: Sukina Hito Ga Iru Koto
  119. Resenha: Tazza – Uma Cartada Mortal
  120. Resenha: The Villainess – A Vilã
  121. Resenha: Train to Busan – Invasão Zumbi
  122. Resenha: Valerian e a Cidade dos Mil Planetas
  123. Resenha: Weightlifting Fairy Kim Bok Joo
  124. Clube do Livro: Prince Of Thorns
  125. Serie: Alias Grace
  126. Resenha: Shining Inheritance – Meu Dorama Favorito
  127. Sonata em Punk Rock. Musica clássica ou Punk Rock, eis a questão.
  128. Tá na Crise? Como ser uma Bookaholic econômica.
  129. TAG: Liebster Award
  130. TAG: Se eu fosse um Ser Imaginário
  131. Teu problema não é bloqueio criativo e sim procrastinar.
  132. The Battleship Island, uma emocionante batalha por liberdade.
  133. The lights divided
  134. Uma Indicação fod*tica, Não sou um homem fácil
  135. Vale a pena ter um blog em 2018
  136. VIPs : A historia do vigarista que enganou Amaury Jr
  137. Wishlist Literária – Janeiro
  138. Zeide: A Travessia de um Judeu entre nações e gerações
TAG: Se eu fosse um Ser Imaginário


Enquanto minha vontade de escrever aparece aos poucos, rebebi uma Tag que pareceu uma verdadeira salvação. O blog que me indicou foi o Yuurei Neko (Obrigada Yuurei). A Tag é bastante criativa, acho que é por isso que gostei tanto dela, depois que passei um bom tempo pensando em que Ser Imaginário eu seria, cheguei a conclusão que…

 
 
1. Que tipo de ser (ex.: vampiro, imortal, meio-lobo, etc.) você seria?

Depois de pensar muito cheguei a conclusão de que seria uma Viajante do Tempo, como o próprio nome já diz, tenho o poder de viajar para qualquer data que desejar, além disso possuo uma maquina anti-paradoxo e isso facilita os Viajantes do tempo a mudar acontecimentos da história sem sofrer com Paradoxo Temporal.

 

2. Conte a história de sua especie.

Os recursos naturais já estavam escassos, água virou artigo de luxo e arvores só em pinturas. Para piorar a situação, estourou a Quarta Guerra Mundial causando mais miséria na Terra. Em busca de mudar o presente obscuro, os cientistas mudaram o DND de alguns humanos para que eles tivessem a capacidade de viajar pela linha temporal e alertarem aos seus ancestrais sobre o futuro próximo.

A primeira geração de Viajantes, viajou por várias épocas diferentes e em todas foram vistos como loucos, alguns acabaram mortos na Idade Média por serem considerados Bruxos. A segunda geração se infiltrou como membro comum da sociedade como, Biólogos, Cientistas, Filósofos e Videntes, os mais radicais viraram Hippies e Ativistas. Da mesmo forma que existiam os que procuravam fazer o bem, tinha os que só se preocupavam em lucrar a custa da miséria, utilizando-se do seu poder para roubar recursos extintos do passado para venderem no presente, a água era o produto mais cobiçado entre os demais, além deles, haviam os videntes que usavam seus conhecimentos para ganhar popularidade e grana em outras épocas.

Minha especie era mau vista pela a Elite, pois se conseguíssemos êxito, perderiam todo o luxo que possuíam. Sendo assim, eles contrataram Viajantes ambiciosos para ser tornarem seus servos e caçarem os demais para matar-los. Assim como os outros, os servos da Elite, se infiltravam em meio a Políticos, Militares e Delegados, dessa forma, manipulavam seus subordinados para que eles os ajudassem a eliminarem os outros Viajantes.

Por conta disso, minha especie vive escondida, enquanto alguns passam sua vida fugindo pela linha temporal, outros buscam uma vida normal, chegam até a construir uma família. É claro que existem os que ainda acreditam que podem mudar o presente e se arriscam ao se exporem, mas boa parte acabam mortos. Além disso, existe a lenda de que alguns Viajantes se juntaram para formar um grupo de contra-ataque para proteger os demais, porém nunca os vi.

 

3. Você é diferente da tua espécie? Se sim, o que te torna diferente?

Nos Viajantes do bem não possuímos muitas diferenças, apenas na maneira em que buscamos alerta os humanos sobre o futuro próximo. Decidi usar a Arte da escrita e por isso escrevo vários contos descrevendo o mundo em 3017, infelizmente meus livros são tidos como fantasia e boa parte dos meus leitores não se conscientizam com ele. Porém continuarei tentando alertados com mais histórias sobre futuros distópicos e espero que minha mensagem chegue a pelo menos um deles.

 

4.Tua espécie vive em conflito com outra espécie. Por que esse conflito e com qual espécie? Quais são as consequências?

Sim. Como haviadito, a Elite deseja eliminar a minha especie e para isso ela contratou Viajantes gananciosos para nos caçar pela linha temporal. Além disso, os cientistas dela, construíram mecanismos que podem localizar fendas temporais feita por algum Viajante e assim facilitar na captura do mesmo. Recentemente o boato de que os Viajantes do bem irão contra-atacar ganharam força, principalmente agora que um dos líderes da Elite foi sequestrado. A consequências são inimagináveis, pois nosso inimigo tem armas poderosas capazes de destruir cidades inteiras.

 

5. Escolha o que ocorre no meio desse conflito e explique: romance, tragédia, suspense ou revelação.

Como o conflito ainda não ocorreu é difícil imaginar o que iria acontecer, porém creio que haveria mudanças caso ganhássemos. O presente obscuro ganharia mais luz e os Viajantes poderiam viver em paz sabendo que cumpriram com seus deveres.

 

Ufa, finalmente terminei. A Tag é bem divertida, mas é um pouco longa, né mesmo? Acho que o desfecho dela não foi muito legal, mas juro que tentei. Para falar a verdade, a historia sobre os Viajantes do tempo é uma ideia que tenho sobre um livro que quero escrever, espero que vocês tenham gostado de conhecer a “minha” especie.

Repasso essa Tag para quem estiver com vontade de fazer-la, ok?

Comentários
Tags: ,
19 anos com carinha de 15 e ossos de 80. Vivo me aventurando em historias fantasísticas, na qual uma hora sou uma tributo na outra sou uma mochileira das galaxias. Estudante de Artes Visuais, amo desenhar e escrever, meu sonho de princesa é ser quadrinista ou trabalhar na Pixar. No blog, compartilho minhas paixões por livros, filmes e doramas. O Meio Assimétrica, está repleto de surtos e desabafos sobre meu cotidiano... Convido você a conhecer mais sobre esse cantinho, então se aconchegue ai.

Related Article

0 Comments

Leave a Comment