in Series

Resenha: Dirk Gently’s – 1° Temporada

at
dirk-gentlys-1-temporada

Depois que terminei Stranger Thigs, fui correndo conferi a segunda serie da lista que no caso era a Dirk Gently’s. Como dar para saber sou fã de Douglas Adams e quando descobri que fizeram uma serie baseada em uma de suas obras, fiquei simplesmente louca para assistir. É um pouco difícil imaginar as historias desse autor sendo adaptadas para serie, pois possuem enredos tão loucos, mas não sei como,  Dirk Gently conseguiu fazer esse feito e ela com certeza se tornou uma das minhas favoritas.

Nome: Dirk Gently
País: EUA
Ano: 2016
Duração: 60 min
Status: Renovada
Gênero: Comédia, Mistério, Policial
Sinopse: Um caso misterioso leva o jovem Todd a ser o assistente de um detetive excêntrico que se utilizará de métodos não convencionais para desvendar crimes.

Dirk Gently é tão sem sentido que tudo acaba fazendo sentido. Calma! Posso explicar, no começo o enredo é um tanto maluco, mas ao decorrer da trama, percebemos que tudo é necessário. A serie soube misturar bem o mistério policial e a comédia, conseguindo um bom equilibro e confesso que ao mesmo tempo que dava boas risadas ficava curiosa para saber como aquilo tudo iria se desenrolar.

Os personagens são bem característicos de Douglas Adams, cada um tem sua peculiaridade e seu carisma. Todd me lembrou um pouco de Arthur do Guia do Mochileiro das Galaxias, pois ambos tinham uma vida normal, mas que mudou drasticamente da noite por dia.  Além disso, existiam situações paralelas que logo estavam interligada. Um das coisas que gostei, é que embora o foco esteja na dupla Dirk Gently’s e Todd, os outros personagens foram muito bem aproveitados, cada um tinha sua historia e seu momento de “brilhar”.

A historia começa quando Todd um cara comum, com uma vida chata e sem muitos acontecimentos, parece ter acordado de pé esquerdo em uma manhã um pouco fora do normal. O proprietário do prédio onde mora, aparece um tantinho estérico a procura do aluguel atrasado. Já no seu trabalho é o primeiro a encontrar a cena de um assassinato bizarro, o que o leva a ficada na mira da policia e por consequência desempregado. Para completar, um cara estranho entra pela sua janela e diz ser um detetive holístico que o quer como assistente para resolver um caso de assassinato e sequestro.

Como havia dito Todd lembra um pouco Arthur, mas não apenas pelo fato da vida de ambos mudaram de um dia para o outro, pois assim como o personagem do Guia do Mochileiro das Galáxias, Todd é inseguro e até preocupado demais, essa nova expectativa de vida, meio que serviu para que ele se soltasse mais. Além disso, ele vive cuidando de sua irmã, Amanda, que sofre de Pararibulitis (Iei falar mais na parte dela), e é legal a relação de irmãos entre os dois.

 

 

 

Dirk Gently’s o que falar dessa personalidade curiosa? Pois bem, ele foi contratado para resolver o assassinato que ocorreu no hotel onde Todd trabalho, o mais curioso é que quem o contratou foi a própria vitima, Patrick Spring. Ele é um detetive Holístico, ou seja, não procura pistas ou impressões digitais, coisa que os detetives comuns fazem, na verdade ele resolve casos por meio da interconectividade das coisas. Sendo assim, ele precisa da ajuda de Todd, pois usaram a chave mestre dele para invadir o quarto em que o crime aconteceu. Ele é aquela tipica pessoa que é otimista e estar alegre o tempo todo, um doidinho que as vezes é irritante e as vezes o queremos por perto.

 

A filha de  Patrick, Lydia Spring, foi sequestrada e tudo indica que os sequestradores foram os mesmos que mataram o seu pai. Ela tinha uma guarda costa chamada Farah, que depois de fugir dos vilões, se uni a Dirk Gently’s e a Todd. Uma personagem bem forte e independente, era inteligente e foi bem útil na resolução do mistério. Além dela, temos Amanda, irmã de Todd. Como havia dito ela tem uma doença que a faz sentir sensação irreais, como ter as mãos pegando fogo do nada ou achar que estar debaixo d’água e começar a se afogar. Ela acaba se envolvendo com um grupo de punk’s, que se alimentam do medo e dessa forma lhe ajudam com a doença.

Por ultimo e não menos importante, temos uma dupla um pouco incomum. Bart é uma assassina holística, ou seja, da mesma forma que Dirk Gently’s, ela trabalha seguindo a interconectividade do universo, além disso ela não pode se machucar. Depois de sonhar com o nome de Dirk Gently’s, ela passa a procura-lo, mas em vez de encontrar seu alvo, encontra Ken, um eletricista comum que acaba sendo obrigado a se junta a Bart. Gostei do dois, Bart é muito carismática, o problema era saber para quem torcer, porque convenhamos não é fácil ter que escolher entre ela e o Dirk. Já o Ken era o que tentava acalmar o espirito assassino de Bart e os dois acabam criando uma amizade.

 

Adoraria falar sobre todos os personagens, mas o post ficaria enorme, por isso espero que quando forem assisti gostem deles tanto quanto eu gostei.

Conclusão
 
Em meio a tantas series policiais que são lançadas uma atrás da outra, Dirk Gently’s se diferencia por trazer humor, além de um enredo inconvencional. Porém não se deve subestimar o mistério por conta dessa nova abordavam, pois temos sim, um roteiro envolvente e nos deixa cada vez mais curioso. A historia pode parecer maluco no começo e até ter aquela impressão de comedia pastelão, porém isso não passa de impressão mesmo, haja visto que no decorrer da trama tudo vai ganhando forma e você percebe que toda aquela bagunça do primeiro episodio fazia sentido o tempo todo. Por fim, por ter poucos episódios é fácil devora-la em uma maratona, além de deixar com aquela vontade de quero mais.
 
 
 
 
 

 
Share:

Ana Letícia

18 anos de pura confusão e sedentarismo. Amo assistir filmes e sofrer por Doramas. Nas horas vagas adora ler e conferir uma serie nova na Netflix.

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d blogueiros gostam disto: