1. 10 Coisas que espantam qualquer leitor de um blog
  2. 10 Motivos para assistir Abnormal Summit
  3. 10 Dicas para fazer uma boa Resenha
  4. 3 Decepções Literárias
  5. 4 Clichês que nunca perdem a graça
  6. 5 Coisas que viciados em Livros já deve ter passado
  7. 5 Comédias Românticas Que Fogem aos Padrões
  8. 5 Documentários para quem ama Arte
  9. 5 Doramas para te encher de Fofura
  10. 5 Filmes coreanos para assistir nas férias.
  11. 5 Filmes de Época para se apaixonar
  12. 5 Motivos para assistir Re: mind
  13. 52 Filmes em 52 Dias: As Sufragistas
  14. 52 Filmes em 52 Semanas: Marathon
  15. 6 Motivos para ler Extraordinário
  16. 7 Motivos para se apaixonar por I’m Not a Robot
  17. Acabe com a Neura do Layout Perfeito
  18. Resenha: Alice – Boy From Wonderland
  19. Show do Asian Kung Fu Generation em Fortaleza ( Um Sonho Realizado)
  20. Resenha: As Travessuras de uma Sereia
  21. Blogagem Coletiva: 3 Top das Galáxias
  22. Blogagem Coletiva: O que aprendi com a minha mãe
  23. Bora economizar? Aprenda a usar o Cupom Válido.
  24. Cantores que você precisa conhecer
  25. Capitão Fantástico e O Palhaço – Dois Filmes para por no pontinho
  26. Coisas que você precisa saber antes de migrar para o WordPress
  27. Conheça a animação nacional Até que a Sbornia nos Separe
  28. Conheça a tocante historia de Com amor, Van Gogh.
  29. Conheça a Ilustradora Daieny Schuttz.
  30. Conheça nossa nova parceira a autora Nina Spim.
  31. Conheça Wanna One e o programa que o formou – Produce 101 Season 2
  32. Conta Premium – Dramafever X VIKI
  33. Dar para se amar sendo fora do Padrão, beleza?
  34. DEAN aquele cantor que todo mundo precisa escutar
  35. Death Note: Iluminando um Novo Mundo. Uma nova historia com a mesma essência.
  36. Desafio: 12 meses Literários
  37. Desafio: 52 Filmes em 52 Semanas
  38. Resenha: Dirk Gently’s – 1° Temporada
  39. Doramas que precisam de Segunda temporada para já!
  40. 5 Doramas psicológicos que você tem que assistir
  41. Edição Econômica X Edição Normal – Qual vale a pena?
  42. Especial Dias das Mães: Indicação de Filmes
  43. Estreias de Doramas: Janeiro e Fevereiro 2017
  44. Faça edições incríveis com o Canva
  45. Filme: Judge
  46. Fragmentos do Horror – Horror em forma de arte
  47. Guia: Doramas para Iniciantes – Parte 1
  48. Para que plagiar se pode encontrar imagens de graça?
  49. Indicação: 5 Doramas que andei assistindo e recomendo.
  50. Lápis de cor Leo&Leo valem a pena?
  51. Melhores e piores adaptações de Animes/Mangás.
  52. Minhas Próximas Leituras
  53. Moana: Um Mar de Aventuras
  54. O que 2017 me deixou?
  55. O que andei assistindo…
  56. O que andou acontecendo na minha vida nesse período.
  57. O que tem na minha estante? Minhas Capas favoritas.
  58. Resenha: O Lar das Crianças Peculiares
  59. Onde assistir Doramas? Os Melhores Fanbub’s e App’s para te ajudar.
  60. Passe a Sexta- Feira 13 com a Saga Uma Noite de Crime
  61. Por que é importante não ter medo de mudar?
  62. Por que Sierra Burgess é uma Loser foi um tiro pela culatra?
  63. Porque a nova cara do clichê é tão necessária.
  64. Precisamos falar sobre a musica Instagram do DEAN
  65. Presence of the Almighty
  66. Presentes para O Dia dos Pais
  67. Querido(a) Blogueiro(a), mais respeito pelo trabalho dos colegas.
  68. Resenha: Rebel- Thief Of The People
  69. Resenha: 13 Reasons Why / Os 13 Porquês
  70. Resenha: A Bela e a Fera – Livro
  71. Resenha: A Elite
  72. Resenha: A Escolha
  73. Resenha: A Seleção
  74. Resenha: Achados e Perdido. – A Literatura pode mudar vidas.
  75. Resenha: Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme
  76. Resenha: Até que a Culpa nos Separe
  77. Resenha: Atypical
  78. Resenha: Battle Royale
  79. Resenha: Caraval
  80. Resenha: Cart
  81. Resenha: A Casa Vazia
  82. Resenha: Cheer Up/ Sassy Go Go
  83. Resenha: Chicago Typewriter
  84. Resenha: Circle
  85. Resenha: Corte de Espinhos e Rosas
  86. Resenha: Corte de Névoa e Fúria
  87. Resenha: Deixe-me Em Paz
  88. Resenha: El Bar
  89. Resenha: Em Algum Lugar nas Estrelas
  90. Resenha: Falling For Innocence/ Beating Again
  91. Resenha: Goblin – The Lonely and Great God
  92. Resenha: Good Doctor
  93. Resenha: Graça e Fúria – Um livro que me pegou de jeito.
  94. Resenha: A História do Brasil Para Quem Tem Pressa
  95. Resenha: Hush – A Morte Ouve
  96. Resenha: Hwayi: A Monster Boy
  97. Resenha: Hyung
  98. Resenha: Koe no Katachi / A Silent Voice
  99. Resenha: Las Chicas del Cable
  100. Resenha: Las Chicas del Cable – 2° Temporada
  101. Resenha: Liar Game versão Coreana
  102. Resenha: Lion – Uma Jornada Para Casa
  103. Resenha: A Longa Marcha
  104. Resenha: Lookout
  105. Resenha: Moon Lovers Scarlet Heart Ryeo
  106. Resenha: My Wife’s having an affair Week
  107. Resenha: Naked Fireman
  108. Resenha: Nerve – Um Jogo Sem Regras
  109. Resenha: O Guia do Mochileiro das Galáxias
  110. Resenha: O Menino da Lista de Schindler
  111. Resenha: O Mínimo Para Viver
  112. Resenha: O Nevoeiro, mais uma decepção para lista.
  113. Resenha: O Sorriso da Hiena – Os Fins justificam os meios?
  114. Resenha: Oh My Venus
  115. Resenha: Pandora
  116. Resenha: Princess Hours Thai
  117. Resenha: Reportagem Exclusiva
  118. Resenha: Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal
  119. Resenha: Rotas de Fuga
  120. Resenha: Save Me
  121. Resenha: The Sound Of Your Heart
  122. Resenha: Splash Splash – Um mini drama para aquecer o coração.
  123. Resenha: Stranger / Secret Forest
  124. Resenha: Stranger Things – 1° Temporada.
  125. Resenha: Strongest Deliveryman
  126. Resenha: Sukina Hito Ga Iru Koto
  127. Resenha: Tazza – Uma Cartada Mortal
  128. Resenha: The Villainess – A Vilã
  129. Resenha: Train to Busan – Invasão Zumbi
  130. Resenha: Valerian e a Cidade dos Mil Planetas
  131. Resenha: Weightlifting Fairy Kim Bok Joo
  132. Clube do Livro: Prince Of Thorns
  133. Review: Canetas Aquareladas Dual Art Marker. Foi paixão ou decepção?
  134. Serie: Alias Grace
  135. Resenha: Shining Inheritance – Meu Dorama Favorito
  136. Sonata em Punk Rock. Musica clássica ou Punk Rock, eis a questão.
  137. Tá na Crise? Como ser uma Bookaholic econômica.
  138. TAG: Liebster Award
  139. TAG: Se eu fosse um Ser Imaginário
  140. Teu problema não é bloqueio criativo e sim procrastinar.
  141. The Battleship Island, uma emocionante batalha por liberdade.
  142. The lights divided
  143. Uma Indicação fod*tica, Não sou um homem fácil
  144. Vale a pena ter um blog em 2018
  145. Vasculhando meus Sketchbooks ( 2017 – 2018 )
  146. VIPs : A historia do vigarista que enganou Amaury Jr
  147. Wishlist Literária – Janeiro
  148. Zeide: A Travessia de um Judeu entre nações e gerações
5 Doramas psicológicos que você tem que assistir
 Parece que minha vontade de escrever voltou e já enchi meu caderninho com ideias. Já fazia um bom tempo que queria falar sobre Doramas, mas como minha vida de Dorameira estar meio parada, em falar nisso, não estou preparada para terminar Weightlifting Fairy Kim Bok-Joo o meu armozinho de 2016 e nem para ver o capitulo 13 de Goblin. Enfim. resolvi começar a fazer listas de indicações de Doramas por Temática, para começo trago 5 Doramas Psicológicos.
 
 

 
 
Primeira indicação vai ser Good Doctor, um dos meus Doramas favoritos. Quando li a resenha desse K-Drama fiquei bastante curiosa quando soube que o protagonista  era autista e mais curiosa ainda quando soube que ele era médico. O roteiro mostra o preconceito que pessoas com esse transtorno sofrem diariamente, mas sem deixar aquele clima dramático, pois Park Shi On ( Protagonista) tinha a inocência de uma criança e por mais que sofresse com a discriminação no seu local de trabalho nunca desistiu de seu sonho, além é claro de nos proporcionar boas risadas, principalmente pelo seu jeitinho único. Esse é aquele Dorama que recomendo para todo mundo, porque tem uma boa lição de vida e personagens únicos. Por causa de Good Doctor, pude conhecer a atuação de Joo Won um grande ator que sempre dar tudo de si nos seus papeis.
 
Sinopse: Um drama médico sobre um homem com autismo, que tem a mentalidade de uma pessoa com 10 anos de idade,que supera o preconceito e a discriminação da sociedade e se torna um pediatra utilizando-se de suas habilidades excepcionais que a doença lhe traz.
 
 
Kill me, Heal me foi um Dorama bem surpreendente, acreditem ou não, mas no começo fiquei bem perto de abandona-lo, por sorte não fiz isso. A temática é bem diferente, pois nosso protagonista sofre com multiplicas personalidades, para ser mais especifica, é como se 7 pessoas dividissem o mesmo corpo. Cada personalidade tinha seu momento de aparecer e chegou a um ponto que estava tão apegada a elas que acabei por desejar que Cha Do Hyun não se curasse. A historia também tinha um mistério no ar, porque não sabemos qual foi a origem do trama que levou a esse transtorno e para nossa sorte o final é sem pontas soltas. Além disso, a atuação de Ji Sung estava incrível, ele conseguia mudar drasticamente de personalidade, o que deixava a história mais crível, porém tenho que admitir que Hwang Jung-eum foi muito forçada e pode parecer pirraça, mas detesto essa atriz. Obs: Prepare-se para ri muito
 
Sinopse: Após uma experiência traumática em sua infância, Cha Do Hyun sofre de lapsos de memória e sua personalidade então é dividida em sete diferentes identidades. Ele tenta retomar o controle de sua vida com a ajuda de Oh Ri Jin, uma residente do primeiro ano de psiquiatria que o ajuda secretamente.
 
 
De todos os doramas que citei ou irei citar, It’s Okay That’s Love aprofunda mais a temática, além disso, possui um enredo maduro e cheio de tabus, foi a primeira vez que vi um K-Drama falar tão abertamente sobre sexo. Nessa historia você irá encontrar personagens com Esquizofrenia, TOC, Síndrome de Tourette, entre outros transtornos e o mais legal é que tudo é mostrado com naturalidade. O Dorama possui personagens divertidos e com personalidades distintas, mas que conseguem ou pelo menos tentam viver juntos. Além disso, o casal embora sejam totalmente diferentes, tinham aquela química. Enfim, It’s OKay That’s Love tem uma trama envolvente e inesquecível.
 
Sinopse: Jang Jae-yeol é um escritor best-seller de romances com mistério e um DJ de rádio. Brincalhão e um pouco arrogante, ele também sofre de transtorno obsessivo-compulsivo(TOC). Ji Hae-soo é uma psiquiatra em seu primeiro ano. Impulsionada e ambiciosa com sua carreira ainda que ela seja compassiva com seus pacientes, Hae-soo tem uma atitude negativa em relação ao amor e relacionamentos em sua vida pessoal. Uma vez Jae-yeol e Hae-soo se encontram, há muita disputa entre eles causado ​​por suas personalidades fortes e recusas a ceder um para o outro. Mas aos poucos suas brigas se transformam em amor e eles começam a aprender como eles são compatíveis. Jae-yeol e Hae-soo tentam curar juntos seus ferimentos profundos, mas seu relacionamento incipiente leva um golpe quando descobrem que as questões de saúde mental de Jae-Yeol são mais graves do que todos pensavam
 
Há quem dia que Mask é a versão coreano de Usurpadora, mas para ser sincera não achei assim tão parecido, a única semelhança é existir duas mulheres idênticas, mas a “Paola” aqui morre no começo, ou seja, a semelhança morre ai também. O mocinho de Mask, Choi Min Woo possui TOC, além de não suportar contato físico com outras pessoas, para ele é como se fosse pegar um doença ou coisa parecida, para completar, começa a ter sintomas de Esquizofrenia. Essa historia consegue te prender desde do primeiro capitulo, a trama é tão envolvente que ficava ansiosa para ver o próximo capitulo. O romance foi bem desenvolvido e preciso falar, a irmã do mocinho, mesmo sendo quase uma vilã, roubou a cena quando aparecia.
 
Sinopse: Byun Ji Sook sempre teve uma vida difícil onde seu pai constantemente estava com dívidas acabando sendo perseguido por agiotas. Ela tenta desesperadamente saber como a vida seria se ela tivesse nascido em uma família melhor e não tivesse com que se preocupar com dinheiro o tempo todo. Quando uma série de ocorrências transformam Ji Sook em Eun Ha, uma mulher pertencente a uma rica família e que se parece muito com Ji Sook, ela agarra esta chance para ter uma vida melhor e assume a identidade de Eun Ha e assim começa a viver sua vida na elite. Ela conhece Min Woo, um herdeiro de um conglomerado (chaebol) que suspeita de todas as pessoas que o circundam. Mas quando ele percebe que Ji Sook não é como as outras mulheres que ele já conheceu, ele fica atraído por ela. Por quanto tempo Ji Sook poderá manter o seu segredo e esconder a sua verdadeira identidade?
 
 
Madame Antoine tem um enredo um pouco lento, mas em compensação tem diálogos bem elaborados que conseguem te prender. Na trama temos a visão de um psicoterapeuta egocêntrico, que acredita que tudo se resolve por meio da ciência e de uma falsa médium que usa de suas habilidades de observação para conseguir aconselhar seus clientes. Como a historia gira em torno de um consultório de psicoterapia, vamos ver a historia de vários pacientes e ao mesmo tempo conhecer a vida dos protagonistas e seus tramas. Por se tratar de uma comédia romântica é natural que tenha um clichê aqui e ali, mas isso não prejudica a historia, além disso o casal tinha uma química que só de estarem conversando dava para sentir.
 
Sinopse: Go Hye Rim (Han Ye Seul) é uma famosa vidente. Ela é conhecida como “Madame Antoine” e insiste que está espiritualmente ligado à Maria Antonieta, mas essa parte é uma mentira. Ela é capaz de ver através de histórias das pessoas devido à sua inteligência e senso agudo. Ela sonha em ter um amor como em um filme romântico. Em seguida, ela participa de um projeto de teste psicológico realizado pela psicoterapeuta Choi Soo Hyun (Sung Joon). Seu objetivo é provar que o verdadeiro amor não existe. Coincidentemente, o nome para o seu centro de tratamento psicológico é Madame Antoine.
 
 
 
 

Chegamos ao fim de mais um post, espero que tenham gostado e comentem o que acham de Doramas Psicológicos?

 
 
 
Comentários
Tags: ,
19 anos com carinha de 15 e ossos de 80. Vivo me aventurando em historias fantasísticas, na qual uma hora sou uma tributo na outra sou uma mochileira das galaxias. Estudante de Artes Visuais, amo desenhar e escrever, meu sonho de princesa é ser quadrinista ou trabalhar na Pixar. No blog, compartilho minhas paixões por livros, filmes e doramas. O Meio Assimétrica, está repleto de surtos e desabafos sobre meu cotidiano... Convido você a conhecer mais sobre esse cantinho, então se aconchegue ai.

Related Article

1 Comment

Leave a Comment