5 Doramas psicológicos que você tem que assistir

. 1 Comentários .
 Parece que minha vontade de escrever voltou e já enchi meu caderninho com ideias. Já fazia um bom tempo que queria falar sobre Doramas, mas como minha vida de Dorameira estar meio parada, em falar nisso, não estou preparada para terminar Weightlifting Fairy Kim Bok-Joo o meu armozinho de 2016 e nem para ver o capitulo 13 de Goblin. Enfim. resolvi começar a fazer listas de indicações de Doramas por Temática, para começo trago 5 Doramas Psicológicos.
 
 

 
 
Primeira indicação vai ser Good Doctor, um dos meus Doramas favoritos. Quando li a resenha desse K-Drama fiquei bastante curiosa quando soube que o protagonista  era autista e mais curiosa ainda quando soube que ele era médico. O roteiro mostra o preconceito que pessoas com esse transtorno sofrem diariamente, mas sem deixar aquele clima dramático, pois Park Shi On ( Protagonista) tinha a inocência de uma criança e por mais que sofresse com a discriminação no seu local de trabalho nunca desistiu de seu sonho, além é claro de nos proporcionar boas risadas, principalmente pelo seu jeitinho único. Esse é aquele Dorama que recomendo para todo mundo, porque tem uma boa lição de vida e personagens únicos. Por causa de Good Doctor, pude conhecer a atuação de Joo Won um grande ator que sempre dar tudo de si nos seus papeis.
 
Sinopse: Um drama médico sobre um homem com autismo, que tem a mentalidade de uma pessoa com 10 anos de idade,que supera o preconceito e a discriminação da sociedade e se torna um pediatra utilizando-se de suas habilidades excepcionais que a doença lhe traz.
 
 
Kill me, Heal me foi um Dorama bem surpreendente, acreditem ou não, mas no começo fiquei bem perto de abandona-lo, por sorte não fiz isso. A temática é bem diferente, pois nosso protagonista sofre com multiplicas personalidades, para ser mais especifica, é como se 7 pessoas dividissem o mesmo corpo. Cada personalidade tinha seu momento de aparecer e chegou a um ponto que estava tão apegada a elas que acabei por desejar que Cha Do Hyun não se curasse. A historia também tinha um mistério no ar, porque não sabemos qual foi a origem do trama que levou a esse transtorno e para nossa sorte o final é sem pontas soltas. Além disso, a atuação de Ji Sung estava incrível, ele conseguia mudar drasticamente de personalidade, o que deixava a história mais crível, porém tenho que admitir que Hwang Jung-eum foi muito forçada e pode parecer pirraça, mas detesto essa atriz. Obs: Prepare-se para ri muito
 
Sinopse: Após uma experiência traumática em sua infância, Cha Do Hyun sofre de lapsos de memória e sua personalidade então é dividida em sete diferentes identidades. Ele tenta retomar o controle de sua vida com a ajuda de Oh Ri Jin, uma residente do primeiro ano de psiquiatria que o ajuda secretamente.
 
 
De todos os doramas que citei ou irei citar, It’s Okay That’s Love aprofunda mais a temática, além disso, possui um enredo maduro e cheio de tabus, foi a primeira vez que vi um K-Drama falar tão abertamente sobre sexo. Nessa historia você irá encontrar personagens com Esquizofrenia, TOC, Síndrome de Tourette, entre outros transtornos e o mais legal é que tudo é mostrado com naturalidade. O Dorama possui personagens divertidos e com personalidades distintas, mas que conseguem ou pelo menos tentam viver juntos. Além disso, o casal embora sejam totalmente diferentes, tinham aquela química. Enfim, It’s OKay That’s Love tem uma trama envolvente e inesquecível.
 
Sinopse: Jang Jae-yeol é um escritor best-seller de romances com mistério e um DJ de rádio. Brincalhão e um pouco arrogante, ele também sofre de transtorno obsessivo-compulsivo(TOC). Ji Hae-soo é uma psiquiatra em seu primeiro ano. Impulsionada e ambiciosa com sua carreira ainda que ela seja compassiva com seus pacientes, Hae-soo tem uma atitude negativa em relação ao amor e relacionamentos em sua vida pessoal. Uma vez Jae-yeol e Hae-soo se encontram, há muita disputa entre eles causado ​​por suas personalidades fortes e recusas a ceder um para o outro. Mas aos poucos suas brigas se transformam em amor e eles começam a aprender como eles são compatíveis. Jae-yeol e Hae-soo tentam curar juntos seus ferimentos profundos, mas seu relacionamento incipiente leva um golpe quando descobrem que as questões de saúde mental de Jae-Yeol são mais graves do que todos pensavam
 
Há quem dia que Mask é a versão coreano de Usurpadora, mas para ser sincera não achei assim tão parecido, a única semelhança é existir duas mulheres idênticas, mas a “Paola” aqui morre no começo, ou seja, a semelhança morre ai também. O mocinho de Mask, Choi Min Woo possui TOC, além de não suportar contato físico com outras pessoas, para ele é como se fosse pegar um doença ou coisa parecida, para completar, começa a ter sintomas de Esquizofrenia. Essa historia consegue te prender desde do primeiro capitulo, a trama é tão envolvente que ficava ansiosa para ver o próximo capitulo. O romance foi bem desenvolvido e preciso falar, a irmã do mocinho, mesmo sendo quase uma vilã, roubou a cena quando aparecia.
 
Sinopse: Byun Ji Sook sempre teve uma vida difícil onde seu pai constantemente estava com dívidas acabando sendo perseguido por agiotas. Ela tenta desesperadamente saber como a vida seria se ela tivesse nascido em uma família melhor e não tivesse com que se preocupar com dinheiro o tempo todo. Quando uma série de ocorrências transformam Ji Sook em Eun Ha, uma mulher pertencente a uma rica família e que se parece muito com Ji Sook, ela agarra esta chance para ter uma vida melhor e assume a identidade de Eun Ha e assim começa a viver sua vida na elite. Ela conhece Min Woo, um herdeiro de um conglomerado (chaebol) que suspeita de todas as pessoas que o circundam. Mas quando ele percebe que Ji Sook não é como as outras mulheres que ele já conheceu, ele fica atraído por ela. Por quanto tempo Ji Sook poderá manter o seu segredo e esconder a sua verdadeira identidade?
 
 
Madame Antoine tem um enredo um pouco lento, mas em compensação tem diálogos bem elaborados que conseguem te prender. Na trama temos a visão de um psicoterapeuta egocêntrico, que acredita que tudo se resolve por meio da ciência e de uma falsa médium que usa de suas habilidades de observação para conseguir aconselhar seus clientes. Como a historia gira em torno de um consultório de psicoterapia, vamos ver a historia de vários pacientes e ao mesmo tempo conhecer a vida dos protagonistas e seus tramas. Por se tratar de uma comédia romântica é natural que tenha um clichê aqui e ali, mas isso não prejudica a historia, além disso o casal tinha uma química que só de estarem conversando dava para sentir.
 
Sinopse: Go Hye Rim (Han Ye Seul) é uma famosa vidente. Ela é conhecida como “Madame Antoine” e insiste que está espiritualmente ligado à Maria Antonieta, mas essa parte é uma mentira. Ela é capaz de ver através de histórias das pessoas devido à sua inteligência e senso agudo. Ela sonha em ter um amor como em um filme romântico. Em seguida, ela participa de um projeto de teste psicológico realizado pela psicoterapeuta Choi Soo Hyun (Sung Joon). Seu objetivo é provar que o verdadeiro amor não existe. Coincidentemente, o nome para o seu centro de tratamento psicológico é Madame Antoine.
 
 
 
 

Chegamos ao fim de mais um post, espero que tenham gostado e comentem o que acham de Doramas Psicológicos?

 
 
 

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Guia: Doramas para Iniciantes - Parte 1 - Meio Assimétrica
    maio 20, 2017 at 3:03 pm

    […] trazer dicas de Doramas legais que você precisa dar uma olhadinha. Já havia feito uma lista com 5 Doramas com a temática Psicológicas e tentei não repeti-los para poder trazer mais variedades de […]

  • Leave a Reply