in Livro

Resenha: Em Algum Lugar nas Estrelas

at
resenha-em-algum-lugar-nas-estrelas

Olá Girafinhas. 

Sabe aquele momento que você acumula Doramas para assistir, livros para ler, matérias para estudar e posts para fazer? Enfim, embora tente fazer um planejamento, ta difícil de me organizar. Porém, com o tempo as coisas vão se acertando ou pelo menos era para ser. Hoje quero falar de um Livro que foi amor a primeira vista, gente do céu, sem mentira tenho vontade de pendura-lo no meu pescoço de tão lindo que ele é. Além disso, não posso negar que tem uma narrativa maravilhoso que me levou para uma aventura.

Nome: Em Algum Lugar nas Estrelas
Editora: Darkshide
Autora: Clare Vanderpool
Ano: 2016
Gênero: Aventura e Fantasia
Paginas: 288
Sinopse: Em Algum Lugar nas Estrelas é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai… bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.

Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor.

Obsessivo, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra, e que inspirou personagens já clássicos como o Sr. Spock (Star Trek), o Dr. House e Sheldon Cooper (The Big Bang Theory).

Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam par acasa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.

EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é uma daquelas grandes histórias que permanecem com você por muito tempo, perfeita para ler entre amigos ou passar de pai para filho. Tudo que é real pode ser uma grande fantasia ou uma coincidência inevitável. Somos muito mais que um simples desejo do acaso. Nossos caminhos vão se cruzar no primeiro semestre de 2016 nesta obra premiada com o Printz Honow Award em 2016, indicada a outra dezena de prêmios e eleita o livro do ano em dezenas de listas preparadas pelos leitores.

Em Algum Lugar nas Estrelas é um livro para se orgulhar de ter na estante. Principalmente, se você comprou na promoção como essa blogueira aqui ( 30 R$). Enfim, não vamos fugir ao tema. Embora tenha tido um começo um tanto lento, o decorrer faz com que embarcamos em uma aventura inimaginável.  Quando coloquei esse livro na minha Whishlist Literária, havia dito que uma das minhas motivações, era por ter um personagem Autista, uma temática que me fascina. Embora, na história não tenha o foco principal nela, pois na Segunda Guerra Mundial as pessoas não tinha ciência sobre esse Transtorno, a autora conseguiu tratar de forma sutil. Além de ter apresentado um personagem tão cativante como foi o Early Auden. 

O livro tem uma desenvolvimento gostoso de se acompanhar. Os principais, embora tenham personalidade diferentes, eram uma boa dupla. A amizade do dois foi bem explorada na trama e a narrativa era de uma leveza. Além disso, Em Algum Lugar nas Estrelas, intercalava entre a aventura de Early Auden e Jack Baker e a viagem de Pi. Não precisa nem dizer que adorei as duas. Quantas vezes me peguei imaginando as cenas dos livros..

Jack Baker após perder a mãe, é matriculado em um internato pelo seu pai. No Colégio Militar, o garoto conhece um excêntrico colega chamado Early Auden, no qual começa uma amizade por acaso. Early é tido como o garoto esquisitão da sala, por conta disse não possui muitos amigos. Quando chega as festas de fim de ano a escola fica vazia, exceto por Early e Jack. Os dois então embarcam em uma aventura a procura de Urso Apalache.

Uma boa amizade faz jus à uma grande aventura

Jack era muito apegado a sua mãe, logo quando ela morre, ele perde o chão. Pedido em suas próprias incertezas, o garoto precisava encontrar o seu caminho. Jack é um personagem um tanto pé no chão e tentava ver as coisas com a lógica. Logo, sua personalidade não convergia com a de Early Auden. Um garoto especial que tinha o dom de ver as coisas por um angulo diferente, inclusive, números. Perdeu seu pai e irmão, estando sozinho, “mora” no colégio. Além disso, possui manias peculiares, como escultar um tipo de musica em cada dia da semana.

Jack precisava da amizade de Early para conseguir encontrar uma direção em que seguir. Assim como, Early conseguira encontrar alguém que ao menos tentava entende-lo. No meio de sua jornada, cresce uma cumplicidade entre os dois. E foi divertido, acompanhar maneiras tão diferentes de verem o mundo juntas. Também não posso esquecer da aventura vivida pelos dois. Amei a forma como a autora conseguiu mesclar fantasia com realidade. Além disso, soube interligar a historia dos garotos a do PI. 

O legal de Em Algum Lugar nas Estrelas é a forma como ele se adéqua a todas as idades e gostos. Por ser uma leitura leve e prazerosa, tanto adultos quanto crianças poderão se aventurar juntos aos personagens. Eis um livro que irei ler para meus filhos no futuro, já que foi especial para mim. Embora se passe em uma outra época, a temática histórica, foi tratada de forma bem singela. Sendo, um tanto imperceptível em alguns momentos.

Conclusão

Em Algum Lugar nas Estrelas é uma historia gostosa de se ler. Um livro uma aventura fascinante que brinca com a realidade e fantasia. Os personagens são cativantes, e não tem como negar, o quanto adorei Early. Seu jeito de ver o mundo me fascinou, além de me fazer viajar por meio de sua narrativa sobre o PI. Fui cativada pela forma como a autora misturou a fantasia com a realidade, pois a aventura dos garotos e do PI estavam interligadas de uma maneira. Enfim, Em Alum Lugar nas Estrelas é  um livro sem restrições, uma história independente da idade você irá gostar. 

Hoje amanheceu chovendo aqui…

Ana Letícia

18 anos de pura confusão e sedentarismo. Amo assistir filmes e sofrer por Doramas. Nas horas vagas adora ler e conferir uma serie nova na Netflix.

4 Comments

  1. Danielle S.

    Esse livro é totalmente diferente do que eu esperava, hein? Só tinha visto sua capa (que é linda demais, aliás) e nunca pensei que a sua história seria assim! Parece ser uma história linda de amizade entre os dois personagens, fiquei super curiosa para ler <3

    28 . mar . 2017
    • Ana

      Olá Dani. Esse livro tem uma capa realmente muito linda, assim como a historia é maravilhosa de se ler.

      28 . mar . 2017
  2. Clayci

    Ai como é bom ler resenhas desse livro.
    Ganhei e quero muito ler <3
    A história parece ser maravilhosa e essa capa é linda

    27 . mar . 2017
    • Ana

      Olá Clayci, tudo bem? Acho que de todos os livros que tenho, esse com certeza é o mais bonito. A história e tão prazerosa de se ler, espero que você goste.

      27 . mar . 2017

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d blogueiros gostam disto: