Resenha: Reportagem Exclusiva

. 0 Comentários .
In Filme

Olá Girafinhas

Esses dias fiquei tão viciada na Netflix, que acabei acumulando resenhas e estou meio louca me programando para postar-las. Enfim… Vou falar de Reportagem Exclusiva ou melhor dizendo The Exclusive, um filme com Jo Jung Suk, um dos meus queridinho, inclusive tenho a resenha de outro filme dele Aqui. Espero que gostem da resenha.

Nome: Reportagem Exclusiva/ The Exclusive
País: Coreia do Sul
Ano: 2015
Diretor: Deok Noh
Duração: 125 min
Gênero: Thriller, Comédia, Policial
Sinopse: Ao descobrir que seu furo de reportagem sobre um serial killer se baseou em informações falsas, Moo-Hyuk começa a disseminar ainda mais mentiras para encobrir seu erro.

Sabe um filme que tinha tudo para dar certo, mas não deu? A temática é muito boa, pois foca na maneira como a mídia manipula as noticias. Assim como, temos uma trama com Serial Killer. que melhor desenvolvida poderia render uma historia em tanto. Em Reportagem Exclusiva, os elementos não foram tão bem aproveitados e o filme ficou meio parado. Não que a história seja ruim, mas faltou aquele tcham no roteiro.

A atuação estava boa, pois não senti que estava forçado. Acredito que foi por estar familiarizada com o elenco. A construção dos personagens deixou a desejar, gostaria que tivessem os  explorado melhor. Mesmo assim, o seu desfecho foi inesperado e no fim reforçou a mensagem sobre a Mídia.

Moo Hyuk é um reporte que estar prestes a ser demitido, sua sorte parece mudar quando um grande furo cai em suas mãos. Tudo parecia estar indo conforme os eixos até que descobre que a testemunha havia se enganado e para manter seu emprego, ele terá que continuar com a mentira. O problema é, que o Serial Killer acaba comprando a história e fará com que sua mentira se torne verdade. Agora Moo Hyuk, terá de arrumar uma maneira de para-lo, sem sair como uma fraude.

Dar para perceber que a história é promissora, né? Além disso, a trama havia conseguido colocar um tantinho de humor para equilibrar. Porém, o roteiro não foi forte o bastante para conseguir prender atenção. O que foi um tanto lamentável. Moo Hyuk, é um personagem característico de Jo Jung Suk, tem um jeito malandro e divertido de agir. Vamos dizer, que a vida dele começa a entrar em um rumo complicado, quando uma mulher liga o avisando que seu vizinho é um Serial Killer. Ele compra a ideia e resolve verificar, ao invadir a casa, se depara com objetos bizarros e uma carta que descrevia a sensação de matar alguém. Assustado e convencido, escreve uma matéria sobre o caso.

Depois de uma perseguição ao suspeito, Moo Hyuk, acaba descobrindo que o dito cujo é na verdade um ator de teatro e que as coisas bizarras eram elementos de uma peça. Para completar, sua matéria faz com que ele ganhe destaque na emissora que estar no auge da audiência graças a ela. Com medo de perder o prestigio que conquistou, tenta arrumar maneiras de deixar o fato em esquecimento. O que é impossível, já que, a emissora quer sugar qualquer informação sobre o assunto.  E como se não fosse o bastante, o Serial Killer, resolveu agir conforme o roteiro.

No fim, Moo Hyuk, acaba em um beco sem saída. Afinal, como irá preservar sua carreira e parar um assassino, sem esclarecer os fatos? Além disso, a trama trás uma mensagem sobre o que é a verdade. Afinal, a verdade depende do angulo de cada, muitas vezes o que acredito ser verdadeiro não é o mesmo que você. Além disso, a historia é escrita pelos vencedores, logo o que me garante que tudo que conhecemos realmente aconteceu daquele jeito?

Conclusão

Reportagem Exclusiva, não chega a ser um filmão, porém tem bons elementos. A história pode não ter conseguindo prender a minha atenção. Entretanto, acredito que pode ser diferente para outra pessoas. A temática em si, é interessante e possui bons elementos, poderiam terem sido melhores utilizados e assim ter deixado um clima envolvente. O desfecho foi inusitado e trouxe a tona mais uma vez a mensagem principal da trama.

Nota

 

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply