Resenha: Tazza – Uma Cartada Mortal

. 18 Comentários .
In Filme

Olá Girafinhas

Embora tenha assistido Tazza – Uma Cartada Mortal hoje a tarde, resolvi trazer essa Resenha como prioridade, para aproveitar a minha empolgação em relação a ele. Comecei a história como quem não quer nada e acabei envolvida com a trama. Sabe, quando estamos tão vidrados em uma história que nem conseguimos desgrudar o olhar da tela? Nem me lembro mais a ultima vez que fiquei tão envolvida com um filme da mesma forma que fiquei com Tazza.

Título: Tazza – Uma Cartada Mortal/ Tazza 2
Diretor: Hyeong-Cheol Kang
Ano: 2014
País: Coreia do Sul
Duração: 2h45min
Gênero: Suspense e Ação
Sinopse: Dae- gil, um jovem com um talento nato em jogos de azar, faz uma estréia deslumbrante como um jogador, o que leva a um reencontro com seu primeiro amor, Mi- na. No entanto, no mundo dos tubarões de cartão e vigaristas , uma teia de conspiração e traição faz Dae -gil o bode expiatório de um negócio que deu errado e ele é forçado a fugir. Ele planeja sua vingança e se prepara para um grande jogo, decisivo acompanhado do seu primeiro amor.

Inicialmente, quero deixar claro que não é necessário assistir ao primeiro filme para poder se deliciar com essa produção. Isso porque, a trama foca na historia de outro personagem e embora tenha algumas referências ao anterior, nada que o impeça de assistir. Até porque, essa blogueira aqui, não assistiu ao primeiro e ficou apaixonada pelo filme. Depois das explicações, vamos ao que interessa. Tazza – Uma Cartada Mortal, tem um roteiro tão envolvente que fica até difícil de desgrudar os olhos da tela. Por se tratar de um jogo entre vigaristas, nunca sabemos ao certo, quem é aliado de quem. Dessa forma, o filme promete várias reviravoltas.

A trama foca no submundo das apostas e como ele é repleto de trapaças e  traições.  Embora, não tenha entendido como funcionava o jogo de carta, já que se tratava de um baralho coreano, ainda assim fiquei bem vidrada nas jogadas . Além disso, para equilibrar o clima tenso, o roteiro apresentou algumas cenas bem humorada. Assim como, os personagens são bem carismáticos e de cara já simpatizei com o principal.

Dae- gil desde novo possuía um talento nato para trapacear em jogos de carta. Entretanto, ele só passou a viver de suas habilidades, quando após um incidente, teve que ir para a cidade grande. Lá, seu amigo o apresentou a um dono de uma casa de apostas, que lhe deu um emprego como auxiliar. Porém, depois que o rapaz conseguiu mostrar seu talento, logo é promovido e acaba ganhado a confiança do patrão. Mas o destino ou melhor dizendo, seus colegas, dão um golpe no patrão e o culpam. Para completar, ele é traído pelo seu melhor amigo e passa a dever ao Dong Sik, outro dono de apostas. Precisando fugir mais uma vez, ele passa a planejar sua vingança.

Nunca tinha visto o T.O.P ( BigBang) atuando e fiquei surpreendida com sua desenvoltura como principal. Seu personagem, Dae-gil, depois que sofreu um golpe de seus colegas, passa a dever uma fortuna, divida na qual, faz com que perca tudo, incluído um rim. Seu primeiro amor, Min-Na, que por causa de uma dívida do irmão, acaba entrando no ramo, lhe ajuda a fugir, mesmo tendo pagado um preço alto. No caminho, ele conhece, Kwang Ryeol, um mestre da trapaça, que acaba o acolhendo como “discípulo”. Kwang Ryeol, trocou as apostas grandes e perigosas pelas as simples e seguras. E ensina ao Dae-gil como ver através dos olhos do adversário.

 Dae-gil, descobre o preço que sua amada teve que pagar por ter lhe salvado. Logo, ele vai salva-la, o que aumenta mais a raiva de Dong-Sik. Em meio alguns acontecimentos, nosso principal junto com Mi-Na planeja uma vingança contra a todos que lhe traíram, principalmente contra Dong-Sik.

Tazza 2 foi um dos primeiros filmes que não se prendeu ao Drama. Embora a vida de Dae-gil tivesse altos e baixos, a história fugiu da dramatização. Pelo contrário, seu fluxo era ágil e cheio de reviravoltas, que a trama teve um desenvolvimento eletrizante. Assim como, o roteiro conseguiu trazer um lado mais humorado para as cenas, mesma que tenha sido de forma simples.

O submundo das apostas é bem explorado na trama, trazendo o que tem de mais sujo nele. Pessoas apostam tudo que tem, inclusive um órgão ou a própria vida. Com apostas tão alta, fica difícil não ficar vidrada no filme. Além disso, o jogo estar repleto de vigaristas,  que traem um aos outros sem pensar duas vezes. Logo, era difícil saber que estava do lado de quem, até mesmo os mocinhos tinha sua parcela de culpa.

Os principais eram carismáticos e o vilão era odiável. O que facilitou na hora de escolher um lado. Confesso que desejei que o vilão tivesse um fim trágico, pois não suportava olhar para a cara do infeliz (rsrs). Os personagens foram bem explorados, não de uma maneira tão profunda, mas na medida certa. Por fim, o final me deixou dividida, por um lado não deixou pontas soltas, mas pelo outro deixou um gostinho de quero mais.

Conclusão

Tazza – Uma Cartada Mortal é um filme perfeito para aqueles que, como eu, amam filmes com vigaristas e se deslumbram com a arte da trapaça. O filme é envolvente e tem um fluxo viciante. A Trama fala sem rodeios sobre o submundo das apostas e retrata as consequências dos vícios em apostar.

Nota

You Might Also Like

18 Comments

  • Reply
    Vickawaii
    abril 26, 2017 at 12:50 pm

    A verdade é que eu só não sou viciadinha em jogos de aposta por falta de oportunidade (ainda bem huieheui) e adoro essa temática. Nunca tinha ouvido falar desse filme e acho que só vi uns dois filmes coreanos – Oldboy e A Criada -, mas fiquei muito empolgada com a sua resenha.

    Beijos, Vickawaii
    http://www.neverland.com.br

  • Reply
    Yui Pink
    abril 25, 2017 at 2:51 pm

    Olá! Aí adorei! Sou aficionada pelas produções coreanas (k-drama, k-movies), então com certeza assistirei essa. Sou a louca da cultura oriental hahaha é minha área favorita dentro das nerdices/otakuzices! Obrigado pela dica, adorei a resenha! Abraços e sucesso!

    http://www.pandapixels.com.br

  • Reply
    Eduarda Garcia
    abril 25, 2017 at 2:48 pm

    Eu adoro esse filme! Nem acredito que você falou sobre ele, é meio difícil as pessoas falaram sobre filmes que não são feitos nos Estados Unidos! Amei a resenha!

  • Reply
    Bia Lourenço
    abril 25, 2017 at 2:02 pm

    O filme parece bem interessante, gosto muito dos conteúdos coreanos tenho assistido várias séries.
    Acho que vou colocar esse filme na minha lista. 🙂

  • Reply
    Marcela
    abril 25, 2017 at 2:54 am

    O filme parece ser muito legal! Ainda estou super por fora da mídia coreana que tá ganhando tanto espaço ultimamente, nunca vi nada de lá, mas ele parece ter uma proposta super diferente e divertida 🙂

  • Reply
    Julia
    abril 25, 2017 at 2:46 am

    Nunca tinha escutado falar desse filme mas você já me convenceu com “roteiro envolvente” 😉 sou apaixonada por filmes e estou sempre procurando algo novo para assistir (também amoo filmes que falam sobre trapaça e o submundo dos jogos) <3

    Beijos, Ju!
    http://naosepreocupecomisso.blogspot.com.br/

  • Reply
    Rubyane
    abril 24, 2017 at 8:45 pm

    Acho que até agora só assisti um filme coreano, gosto bem mais dos doramas mas esse filme parece ser legal. Me interessei. Vou deixar o nome anotado aqui para não esquecer dele.
    A resenha ficou muito boa, aliás, parabéns.

    ps: O seu layout é lindinho mas achei a cor do texto um pouco clara demais, ficou meio difícil de ler :/

    • Reply
      Ana
      abril 25, 2017 at 12:04 am

      Olá, tudo bem? Esse filme é bem legal, espero que você goste. Sobre o Layout, minhas sinceras desculpas, estou ciente sobre a cor dos posts, mas sou novata no WordPress e estou usando um Layout pronto. Embora tenha tentado de todas as formas mudar a cor, minhas tentativas foram em vão. Mais uma vez, peço desculpas e vou fazer mais algumas tentativas até consegui, beleza?

  • Reply
    Ane Carol
    abril 24, 2017 at 7:31 pm

    Gente não conhecia esse filme, mas lendo sua resenha fiquei super com vontade de assistir. Adoro filmes com essa temática.

    • Reply
      Ana
      abril 25, 2017 at 12:05 am

      Olá Carol. Espero que goste do filme.

  • Reply
    Mari
    abril 24, 2017 at 12:50 am

    Nunca tinha ouvido falar nesse filme, parece ser bem interessante e foge dos filmes norte-americanos e europeus que estamos acostumados a ver. Obrigada pela dica.
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

    • Reply
      Ana
      abril 25, 2017 at 12:06 am

      Olá, tudo bem? As vezes é bom conferi filmes de diferentes nacionalidades, Tazza foge mesmo aos padrões e tem um roteiro envolvente e inteligente.

  • Reply
    Falkner Moreira
    abril 23, 2017 at 9:24 pm

    Bem bacana! Não sou muito ligado nas produções orientais, mas sei menos ainda do audiovisual sulcoreano. Vou confiar em ti e conferir esse haha 🙂

    • Reply
      Ana
      abril 25, 2017 at 12:07 am

      Olá Falkner. Pode confiar, Tazza é uma boa fica para filme

  • Reply
    Willian "Vulto"
    abril 23, 2017 at 6:42 pm

    Parece interessante o filme. Não conheço nada do cinema koreano.

    Posso fazer uma crítica? Farei.
    A fonte do site é muito clara e fica difícil de ler no fundo branco.

  • Reply
    Karolini Barbara
    abril 23, 2017 at 12:00 pm

    Ah! Não tenho o costume de assistir filmes Coreanos e vejo que eles vem fazendo muito sucesso. No entanto, fiquei tentada a conhecer esse, mesmo sabendo que minha lista de filmes ainda não assistidos apenas cresce!
    Huahuahua

    Até mais! O/
    Karolini Barbara

  • Reply
    Andressa Souza | Coadjuvando
    abril 23, 2017 at 2:19 am

    Sempre que venho no seu blog descubro coisas que nunca tinha ouvido falar! É tão bom encontrar quem produz conteúdo fora da curva! Mais uma coisa pra minha lista saída do blog da Girafinha 😉

  • Reply
    Nanda
    abril 22, 2017 at 5:32 pm

    Primeira coisa que tenho que falar: seu mascotinho é a coisa mais lindinha e fofinha que vejo em tempos!!! To apaixonadinha!
    Eu nunca tinha ouvido falar desse filme, mas me interessei demais, é o tipo de filme que eu gosto e ainda coreano <3 Já vai pra listinha com certeza!

    http://www.papodefangirl.com.br

  • Leave a Reply