1. 10 Coisas que espantam qualquer leitor de um blog
  2. 10 Motivos para assistir Abnormal Summit
  3. 10 Dicas para fazer uma boa Resenha
  4. 3 Decepções Literárias
  5. 4 Clichês que nunca perdem a graça
  6. 5 Coisas que viciados em Livros já deve ter passado
  7. 5 Comédias Românticas Que Fogem aos Padrões
  8. 5 Doramas para te encher de Fofura
  9. 5 Filmes coreanos para assistir nas férias.
  10. 5 Filmes de Época para se apaixonar
  11. 5 Motivos para assistir Re: mind
  12. 52 Filmes em 52 Dias: As Sufragistas
  13. 52 Filmes em 52 Semanas: Marathon
  14. 6 Motivos para ler Extraordinário
  15. 7 Motivos para se apaixonar por I’m Not a Robot
  16. Acabe com a Neura do Layout Perfeito
  17. Resenha: Alice – Boy From Wonderland
  18. Show do Asian Kung Fu Generation em Fortaleza ( Um Sonho Realizado)
  19. Resenha: As Travessuras de uma Sereia
  20. Blogagem Coletiva: 3 Top das Galáxias
  21. Blogagem Coletiva: O que aprendi com a minha mãe
  22. Bora economizar? Aprenda a usar o Cupom Válido.
  23. Cantores que você precisa conhecer
  24. Capitão Fantástico e O Palhaço – Dois Filmes para por no pontinho
  25. Coisas que você precisa saber antes de migrar para o WordPress
  26. Conheça a animação nacional Até que a Sbornia nos Separe
  27. Conheça a tocante historia de Com amor, Van Gogh.
  28. Conheça a Ilustradora Daieny Schuttz.
  29. Conheça nossa nova parceira a autora Nina Spim.
  30. Conheça Wanna One e o programa que o formou – Produce 101 Season 2
  31. Conta Premium – Dramafever X VIKI
  32. Dar para se amar sendo fora do Padrão, beleza?
  33. DEAN aquele cantor que todo mundo precisa escutar
  34. Death Note: Iluminando um Novo Mundo. Uma nova historia com a mesma essência.
  35. Desafio: 12 meses Literários
  36. Desafio: 52 Filmes em 52 Semanas
  37. Resenha: Dirk Gently’s – 1° Temporada
  38. Doramas que precisam de Segunda temporada para já!
  39. 5 Doramas psicológicos que você tem que assistir
  40. Edição Econômica X Edição Normal – Qual vale a pena?
  41. Especial Dias das Mães: Indicação de Filmes
  42. Estreias de Doramas: Janeiro e Fevereiro 2017
  43. Faça edições incríveis com o Canva
  44. Filme: Judge
  45. Fragmentos do Horror – Horror em forma de arte
  46. Guia: Doramas para Iniciantes – Parte 1
  47. Para que plagiar se pode encontrar imagens de graça?
  48. Indicação: 5 Doramas que andei assistindo e recomendo.
  49. Lápis de cor Leo&Leo valem a pena?
  50. Melhores e piores adaptações de Animes/Mangás.
  51. Minhas Próximas Leituras
  52. Moana: Um Mar de Aventuras
  53. O que 2017 me deixou?
  54. O que andei assistindo…
  55. O que andou acontecendo na minha vida nesse período.
  56. O que tem na minha estante? Minhas Capas favoritas.
  57. Resenha: O Lar das Crianças Peculiares
  58. Onde assistir Doramas? Os Melhores Fanbub’s e App’s para te ajudar.
  59. Passe a Sexta- Feira 13 com a Saga Uma Noite de Crime
  60. Por que é importante não ter medo de mudar?
  61. Porque a nova cara do clichê é tão necessária.
  62. Precisamos falar sobre a musica Instagram do DEAN
  63. Presence of the Almighty
  64. Presentes para O Dia dos Pais
  65. Querido(a) Blogueiro(a), mais respeito pelo trabalho dos colegas.
  66. Resenha: Rebel- Thief Of The People
  67. Resenha: 13 Reasons Why / Os 13 Porquês
  68. Resenha: A Bela e a Fera – Livro
  69. Resenha: A Elite
  70. Resenha: A Escolha
  71. Resenha: A Seleção
  72. Resenha: Achados e Perdido. – A Literatura pode mudar vidas.
  73. Resenha: Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme
  74. Resenha: Até que a Culpa nos Separe
  75. Resenha: Atypical
  76. Resenha: Battle Royale
  77. Resenha: Caraval
  78. Resenha: Cart
  79. Resenha: A Casa Vazia
  80. Resenha: Chicago Typewriter
  81. Resenha: Circle
  82. Resenha: Corte de Espinhos e Rosas
  83. Resenha: Corte de Névoa e Fúria
  84. Resenha: Deixe-me Em Paz
  85. Resenha: El Bar
  86. Resenha: Em Algum Lugar nas Estrelas
  87. Resenha: Goblin – The Lonely and Great God
  88. Resenha: Good Doctor
  89. Resenha: A História do Brasil Para Quem Tem Pressa
  90. Resenha: Hush – A Morte Ouve
  91. Resenha: Hwayi: A Monster Boy
  92. Resenha: Hyung
  93. Resenha: Koe no Katachi / A Silent Voice
  94. Resenha: Las Chicas del Cable
  95. Resenha: Las Chicas del Cable – 2° Temporada
  96. Resenha: Liar Game versão Coreana
  97. Resenha: Lion – Uma Jornada Para Casa
  98. Resenha: A Longa Marcha
  99. Resenha: Lookout
  100. Resenha: Moon Lovers Scarlet Heart Ryeo
  101. Resenha: My Wife’s having an affair Week
  102. Resenha: Naked Fireman
  103. Resenha: Nerve – Um Jogo Sem Regras
  104. Resenha: O Guia do Mochileiro das Galáxias
  105. Resenha: O Menino da Lista de Schindler
  106. Resenha: O Mínimo Para Viver
  107. Resenha: O Nevoeiro, mais uma decepção para lista.
  108. Resenha: O Sorriso da Hiena – Os Fins justificam os meios?
  109. Resenha: Oh My Venus
  110. Resenha: Pandora
  111. Resenha: Princess Hours Thai
  112. Resenha: Reportagem Exclusiva
  113. Resenha: Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal
  114. Resenha: Rotas de Fuga
  115. Resenha: Save Me
  116. Resenha: The Sound Of Your Heart
  117. Resenha: Stranger / Secret Forest
  118. Resenha: Stranger Things – 1° Temporada.
  119. Resenha: Strongest Deliveryman
  120. Resenha: Sukina Hito Ga Iru Koto
  121. Resenha: Tazza – Uma Cartada Mortal
  122. Resenha: The Villainess – A Vilã
  123. Resenha: Train to Busan – Invasão Zumbi
  124. Resenha: Valerian e a Cidade dos Mil Planetas
  125. Resenha: Weightlifting Fairy Kim Bok Joo
  126. Clube do Livro: Prince Of Thorns
  127. Review: Canetas Aquareladas Dual Art Marker. Foi paixão ou decepção?
  128. Serie: Alias Grace
  129. Resenha: Shining Inheritance – Meu Dorama Favorito
  130. Sonata em Punk Rock. Musica clássica ou Punk Rock, eis a questão.
  131. Tá na Crise? Como ser uma Bookaholic econômica.
  132. TAG: Liebster Award
  133. TAG: Se eu fosse um Ser Imaginário
  134. Teu problema não é bloqueio criativo e sim procrastinar.
  135. The Battleship Island, uma emocionante batalha por liberdade.
  136. The lights divided
  137. Uma Indicação fod*tica, Não sou um homem fácil
  138. Vale a pena ter um blog em 2018
  139. VIPs : A historia do vigarista que enganou Amaury Jr
  140. Wishlist Literária – Janeiro
  141. Zeide: A Travessia de um Judeu entre nações e gerações
Sonata em Punk Rock. Musica clássica ou Punk Rock, eis a questão.

Faz tempo que comecei a leitura de Sonata em Punk Rock, porém passei um tempo procrastinando e por conta disso a leitura foi deixada de lado. Aproveitando meu recesso, resolvi tomar vergonha na cara e voltei a lê-lo. Dar para ver pelo perfil de livros que resenho no blog que Sonata em Punk Rock não se encaixa no meu estilo.  Na verdade comprei o livro por dois motivos; o primeiro é que Babi Dewet é uma pessoa extremamente legal ( Sabe aquela pessoa que a gente quer brincar no recreio?). Por causa disso queria conhecer sua escrita. O segundo motivo, foi que andei lendo muuita coisa pesada e chega uma hora que temos que dar uma leveza, né? Dada as explicações, bora conferi a resenha Girafinhas?

Nome: Sonata em Punk Rock

Autor: Babi Dewet

Editora: Gutenberg

Ano: 2016

Paginas:300

Gênero: Comédia Romântica

Sinopse: Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos. No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar. Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock and roll, mas sim toda a Cidade da Música.

A escrita de Babi Dewet tem uma leve inspiração em dramas coreanos e para quem curte Dorama como eu vai gostar de ver algumas referencias. Sonata em Punk Rock tem uma linguagem simples e  bem jovial. A trama aparentemente tem um toque de clichê e isso até me incomodou de inicio, porém a narrativa conseguiu aos poucos se distanciar do provável. Sonata em Punk Rock é um livro leve e divertido, na trama não temos grandes acontecimentos, porém os personagens conseguiram segurar bem a narrativa.

“Ela queria poder olhar para trás e relembrar toda essa experiência no conservatório como a melhor época da sua vida. Afinal, estava ali por uma piada cretina do destino, que ela chamava de pai, mas que era também uma dádiva e ela precisava agradecer muito por isso. Era uma chance que sabia que poucas pessoas teriam.”

A vida da garota apaixonada por musica, Valentina, está preste a mudar completamente. Após fazer um teste para entrar na mais renomada Academia de Musica, Margareth Vilela, ela descobre ter o dom do ouvido absoluto. Para completar, seu pai sumido reaparecer querendo arcar com as despeças de seus estudos. Mesmo com raiva do pai, a garota acaba aceitando a oferta. Margareth Vilela é um lugar esnobe, cheio de pessoas ricas e talentosas. Valentina com seu jeito Punk Rock terá que se adaptar ao novo lugar ou será que é o lugar terá de se adaptar ao estilo de Valentina?

E como um bom clichê não pode faltar o boy arrogante e mal compreendido, não é mesmo? Kim é filho adotado da diretora da Academia, um verdadeiro prodígio no piano. Aclamado por todos os estudantes, Kim, odeia ter que socializar. Além disso, o personagem tem uma cabeça confusa, déficit de atenção, precisa tomar remédios para tentar organiza-la. Além de sua mãe, ninguém sabe sobre isso, quer dizer, seu segredo acaba sendo descoberto por uma novata esquisita chamada… Valentina.

 

” Kim estava tentando manter o cérebro focado na aula de Psicologia da Musica Avançada, a última do dia. Precisava fazer um esforço enorme para prestar atenção no que a professora dizia, mas estava mais distraído que o normal. O que era péssimo, pois ele teria que pedir depois as anotações de Marcus e Júlio…”

A narrativa fica intercalando entre a Valentina e o Kim, dessa forma podemos conhecer melhor o ponto de vista dos dois. Vamos dizer que a convivência entre eles, de inicio, não foi a mais amigável.  Valentina tem uma personalidade forte e não gostava do jeito que Kim tratava os outros. Ao mesmo tempo, temos Kim que ainda se perguntava como uma garota tão esquisita foi parar num lugar como aquele. Porém, nossa personagem precisa passar em piano e como a garota não é boba, decide “ameaçar” Kim a ensina-la. O resto vocês já sabem, né?

Como havia dito, Sonata em Punk Rock, tem uma pegada mais clichê. Entretanto, quando achava que a narrativa estava seguindo para um caminho obvio acabava sendo surpreendida. A narrativa tem personagens bem sensatos e eles pareciam tomar sempre as decisões corretas. O que foi de fato legal ver personagens mais maduros. Porém, as vezes sentia que as coisas saiam de forma fácil demais, as pessoas eram tão conscientes que a trama seguiu quase sem altos e baixos. Não sei se é porque sou adepta de Machado de Assis, queria ter visto um pouco de imperfeição na personalidade dos personagens, Kim foi o mais próximo disso. Ok, esse motivo que me incomodou é um pouco ridículo, porém precisei desabafar. Sem mais, Sonata em Punk Rock, é um boa leitura para quem procura uma narrativa leve e divertida.

Nota

Comentários
19 anos com carinha de 15 e ossos de 80. Vivo me aventurando em historias fantasísticas, na qual uma hora sou uma tributo na outra sou uma mochileira das galaxias. Estudante de Artes Visuais, amo desenhar e escrever, meu sonho de princesa é ser quadrinista ou trabalhar na Pixar. No blog, compartilho minhas paixões por livros, filmes e doramas. O Meio Assimétrica, está repleto de surtos e desabafos sobre meu cotidiano... Convido você a conhecer mais sobre esse cantinho, então se aconchegue ai.

1 Comment

Leave a Comment

Ana Letícia, 19 anos nas costas, faço Artes Visuais no IFCE. Geek, Dorameira e Bookaholic, juntei esses três Hobbies para escrever nesse cantinho especial…

Siga-nos

Lidos

Categorias