Browsing Category

Blogosfera

Faça edições incríveis com o Canva

. 0 Comentários .

Olá Girafinhas

Sabe aquele momento que você se pergunta, “Meu Deus, aonde eu estava que não conhecia isso?”, foi exatamente assim quando descobri Canva.  E vocês acham que uma descoberta dessa iria guardar só para mim? Claro que não, após testar a ferramenta de várias maneiras, decidi compartilhar com meus coleguinhas. Ficou curioso para saber mais? Então, bora conferi?

View full post

Querido(a) Blogueiro(a), mais respeito pelo trabalho dos colegas.

. 4 Comentários .

Olá Girafinhas

Tudo bem com vocês? Espero que sim ~ Fighting. Hoje o post está mais para um desabafo sobre, “O  que a Blogosfera se tornou”, é frustante ter que fazer um post pedindo respeito com o trabalho alheio, mas… Atualmente, estamos – isso mesmo, me incluo nisso- pensando apenas em números: quantos números de comentários, quantos seguidores e quantas visualizações tenho no blog. Comecei a pensar ontem, “E quantos leitores de verdade eu tenho?”, ” Quantos comentários sinceros tenho?” E por ai vai, parece que aquele sentimento de cumplicidade sumiu. Não estamos mais visitando o blog da coleguinha e lendo os posts como antigamente. Um simples comentários nada haver, tem mais link de divulgação do que palavras em uma frase.

View full post

10 Coisas que espantam qualquer leitor de um blog

. 14 Comentários .

Olá Girafinhas

Como está indo o começo do mês? Minhas aulas ainda não começaram e estou no maior tédio ~ Outubro chega logo meu amor. Pois é, dia 31 de agosto foi o Blog Day e mais uma vez a criatura aqui não aprontou nada, para me redimir, vim trazer mais uma dica para blogs. Indo direto ao ponto, vim trazer alguns pontos que fazem eu fugir de qualquer blog. Não que seja uma especialista, mas trago minha opinião sincera como leitora, pois adoro conhecer novos blogs. Alguns dos erros que cito, também já cometi quando estava no inicio e com o tempo percebi o quanto estava afastando possíveis leitores. Tomara que o post seja útil. ♥ 

View full post

Para que plagiar se pode encontrar imagens de graça?

. 2 Comentários .

Olá Girafinhas ♥

Estamos de visual novo e acho que finalmente posso sossegar em um tema, ouvi um aleluia? Sobre o post de hoje… Sei muito bem que nem todo mundo tem uma boa câmera ou tempo/disposição para tirar as próprias fotos. Por isso, para evitar a tentação de copiar a imagem do coleguinha, trago uma dica valiosa, bora conferi?

View full post

Coisas que você precisa saber antes de migrar para o WordPress

. 4 Comentários .

 

Olá Girafinhas do meu coração

 

Geralmente quando iniciamos um blog escolhemos o Blogger como plataforma, pois além de ser fácil de usar é bem econômica. Passei 4 anos a usando e nesse tempo ela atendeu bem as minhas necessidades, porém uma vez ou outra dava problemas. Assim como, não possui tantos recursos quanto o WordPress e esse ano resolvi me arriscar. Como já tive essa experiência de “migrar”, resolvi dividi-la com vocês, pois sei que não é uma escolha fácil e que requer muita pesquisa até chegar a um veredito.

View full post

TAG: Liebster Award

. 1 Comentários .

Olá Girafinhas

 

Já faz um bom tempo que o blog não responde nenhuma TAG e quando a primeira oportunidade surgiu não pude perder-la. Recebi a indicação do blog, Décimo Terceiro Andar , um blog pessoal que vale à pena conhecer. Já havia feito essa Tag antes no meu antigo blog e de lá para cá mudei muita coisa em mim, então será interessante refazer-la.

View full post

Blogagem Coletiva: O que aprendi com a minha mãe

. 1 Comentários .

Olá Girafinhas

O Meio Assimétrica estar de visual novo. Sabe, quando estamos perdido a procura de algo e de repente essa coisa só falta gritar por você? Foi o que aconteceu com esse Tema Grátis, estava quase desistindo quando encontrei em um post com várias opções legais de Layouts para WordPress. Acabei me apaixonando por esse e estou tão agradecida que irei deixar o link do blog Aqui. Entrei recentemente em um grupo para blogueiros do Facebook United Blogs e o pouco que vi já me conquistou, pois é tudo tão organizado e movimentado. Alias, desde que criei o Meio Assimétrica, só tenho conhecido grupos fantásticos. (Pena que eu não tenho muito tempo para interagir). Enfim, foi a primeira vez que irei participar de uma Blogagem Coletiva. Gente, sabe o quanto eu esperei por esse dia? Estou tão animada que vocês não tem noção. Sem brincadeira, há tempos que quero fazer algo assim, mas nunca dava certo e finalmente eu tenho a chance.

View full post

Acabe com a Neura do Layout Perfeito

. 1 Comentários .

Olá Girafinhas

Tudo bem? Ah, comigo sim. Finalmente fiz meu planejamento e espero que dessa vez der certo. Pretendo postar de 2 em 2 dias, fielmente, beleza?  Como post dessa terça-feira, resolvi dividi com vocês um probleminha que sofri durante esse tempo de blogosfera. Se você não consegue ficar mais de um mês com o mesmo Layout. Ver defeito onde não tem. Tem um milhão de Layouts Free baixado no computador. Receio em dizer, que você sofre com a Neura dos Layouts perfeitos. Não se preocupe, pois esse post tem a cura. 

“Diagnóstico”

Estar em duvida se sofre ou não com essa Neura, relaxa que vou explicar melhor sobre ela. Quando comecei a ser blogueira, uma das coisas que mais gostava de fazer era criar Layouts. Até ai tudo bem, mas comecei a trocar de Layouts todo o mês,  as vezes, nem chegava a um mês. Não consigo dizer o motivo, mas enjoava muito rápido, assim como não me sentia satisfeita com nenhum. Essa frustração acabou prejudicando demais o meu blog e hoje estou meio que “curada”. Sei que usei um exemplo bem particular, mas sei também que existem muitos blogs que sofrem com o mesmo problema. Por isso, resolvi trazer uma dica para tentar aconselhar o pessoal que estar sofrendo com essa Neura. Espero que seja útil ♥

“Complicações”

Pode parecer algo inofensivo, até porque, que mau tem em trocar de Layouts ? Vou te contar o mau que tem. Para se montar um Layout Novo é preciso deixar o blog fora de ar no minimo um dia para se organizar tudo. Agora imagina se esse trabalho demorar mais que isso. Seu leitor tentará entrar nele e será barrado, o que acaba ocasionando um queda nas visualizações, além de que irá perder futuros leitores que foram barrados. 

Não sei se já repararam, mas blogs tidos como grandes, ficam no minimo 6 meses com a mesma aparência. Demorou um tempo até eu perceber, que o Layout é a identidade do blog e o leitor precisa de tempo até se acostumar com ele. Imagina você entrar em um casa que todo mês estar diferente? Além disso, essa obsessão pelo Layout perfeito, pode prejudicar a motivação do Blogueiro, haja visto que a insatisfação pode levar o Blogueiro a desistir do blog, logo que, almeja uma perfeição impossível. 

“Cura”

Não sei se é um receita totalmente eficaz, mas funcionou comigo, então…

Evite olhar demais para o Layout do seu blog

Uma vez havia ouvido que o melhor lugar para se fazer uma tatuagem é as costas, pois seria mais difícil de se enjoar dela. O mesmo serve para o seu blog. Olhar demais para o Layout, pode fazer com que você enjoei rápido demais do mesmo, além de arrumar imperfeições onde não tem. 

Evite fazer mudancinhas no Layout

Nossa Letícia, posso nem dar uma mexidinha no Layout. Pode não! Pois são essas pequenas mudancinhas que a coisa começa a desandar. Primeiro que, nunca é apenas uma mudancinha, sempre vai ter outra seguida dela. Além disso, pode acontecer algum bug que irá prejudicar o seu Layout.  Tá, Letícia, mas eu preciso desse Gadget Novo. Nesse caso, esteja consciente de não exagerar e acabar criando um Layout totalmente novo. Vai por mim, isso pode acontecer. Por isso o melhor é evitar as tentações. 

Tente ficar pelo menos 3 meses com o mesmo Layout

Ah, Letícia, não consigo. Consegue sim! Mesmo que não seja por 3 meses, mas estipule uma meta acima de um mês  e tente segui-la. Coloquei esse tanto, porque é mais fácil de ir se acostumado, até porque temos que começar aos poucos. No começo, foi uma tanto difícil para mim, pois de vez em quando me pegava olhando alguns temas grátis por WordPress. Porém aquela vozinha soava, você tem que aguentar até a meta. Estipulei para o Meio Assimétrica 6 meses, embora tivesse achado que seria difícil, estou me acostumando com o Layout atual.  A primeira coisa, que você tem que colocar na caixola é que NÃO EXISTEM LAYOUTS PERFEITOS.  Se é organizado, tem uma boa aparência e de fácil acesso para seus leitores, então não existem motivos para troca-lo tão rápido. 

Trouxe apenas 3 dicas, mas espero que elas sejam uteis. E voltarei quinta-feira com mais novidades. Até a próxima. 

10 Dicas para fazer uma boa Resenha

. 7 Comentários .

Olá Girafinhas

Estou com tanta inspiração para escrever, já tenho algumas ideias só falta colocar-las em prática. A primeira ideia que resolvi trazer, foi as Coisas que mais me atraem em uma Resenha ou melhor dizendo 10 Dicas para fazer uma boa Resenha.

 

Quando comecei a ser blogueira em alguns aninhos atrás, uma das minhas dificuldades era fazer um post comentando um filme ou livro que vi, naquela época só escrevia coisas vagas sobre eles e colocava a sinopse. Depois de um tempo percebi que isso não acrescentava em nada para meu leitor, pois não haviam informações o bastante sobre o tema e nem mesmo uma opinião mais explorada. Não que hoje eu seja a perita nisso agora, mas irei fazer o post por meio do meu angulo como leitora. Espero sinceramente que o post seja útil e caso você queria acrescentar mais alguma coisa, não tenha medo de dividir por meio dos comentários.

 

 Esse post foi levado em conta a minha opinião como leitora, ou seja, não estou ditando uma regra, apenas dando uns toques, ok?

 

1°Tamanho é documento!

 

Gosto muito de acompanhar blogs de resenhas e como leitora prefiro textos grandes e com bastantes informações. Chega a ser frustante quando vamos ver uma resenha minuscula, pois a primeira vista já achamos que será vaga e em sua maioria é. Pensa comigo, geralmente procuramos resenhas para conhecemos melhor uma determinada produção e por meio da opinião de terceiros tirarem uma conclusão se vale a pena ou não ver-la/ ler-la. Um Texto pequeno, dificilmente irá trazer informações o bastante para tirar essa dúvida, no máximo fará  com que seu possível leitor troque de blog.

 

Sei que é difícil começar a aumentar seus textos, mas com a prática logo irá se acostumar. Procure começar aos poucos e tente deixar a preguiça e o bloqueio criativo de lado. Não tenha medo de expor sua opinião e escreva sem rodeios. Lembre-se que escrever demais e não acrescentar nada não é a solução. Não precisa encher linguiça, basta pensar que estar indicando um filme para um conhecido e imagine o que gostaria de compartilhar com ele. Também aconselho que veja o exemplo de outros blogs de resenhas, não é para plagiar, basta usar como base a instrutura dos textos e tentar fazer-las de sua maneira. No final do post colocarei os Blogs que indico para vocês.

 

2° Opinião sincera

 

Uma resenha sem opinião é o mesmo que um texto expositivo. Sei que dar um certo receio de expressar sua opinião, ainda mais quando é algo que todo mundo gostou menos você, porém não tenha medo de expor o que realmente pensa. Isso é importante, pois o que irá diferenciar sua resenha das demais é sua opinião. Lembre-se que seus leitores te seguem por um motivo e um deles é por se identificarem com você. Isso se dar pelo fato de terem opiniões parecidas, dessa forma eles confiam no seu julgamento. 

Além disso, não adianta nada fazer inúmeros elogios para uma coisa que você não gosto. Primeiro, que irá lhe deixar insatisfeito com o próprio trabalho, segundo que os seus leitores irão começar a perceber e como consequência vão passa a duvidar das suas resenhas. Ah, lembrando que se o seu blog tiver parceria com editoras ai que terá de ser sincero, já que muitos blogs recebem um falso julgamento em relação a isso. 

 

3° Dizer o que gostou X Dizer o que não gostou

 

Quando assistimos ou lemos algo sempre vai haver aquela coisa que iremos gostar mais, então porque não dividi-la com seus leitores? Uma cena em especial, o figurino impecável ou os personagens bem construídos, isso tudo é legal de se ler em uma resenha. Até mesmo porque, mesmo que você tenha odiado um filme ou livro, vai existir nem que seja um ponto positivo para falar sobre ela. Dizer o que gostou pode atiçar a curiosidade do seu leitor ao ponto de convencer-lo a dar uma conferida. 

Depois que colocou o que gostou, chega o momento de alfinetar! Vamos ser sinceros é muito difícil encontrar algo que nos agrada 100%, pouquíssimas coisas foram capazes desse feito para mim, como foi em Invasão Zumbi e o O Guia dos mochileiros da Galáxia. Enfim, voltando ao assunto principal, é preciso colocar os pontos negativos para que seu leitor esteja ciente do que pode lhe desagradar quando for ver tal produção. Digo até que gosto de ler pontos negativos para não ser iludida quando começar alguma coisa. (rsrs)

 

4° Cuidado com errinhos de Português.

 

Não sou hipócrita, tenho total consciência que falho um pouco nessa parte, mas… A verdade é que não é preciso ter um texto com a gramatica impecável, mas se tiver ótimo, porém tente evitar erros bobos ou problemas com a coesão. Erros gramaticais e ortográfico não me incomodam tanto comparados com o de coesão, pois isso sim, dificulta o fluxo da leitura. Já li Resenhas que me deram uma dor no coração, pois quase não havia coesão nelas e tinha de ler fazendo pausas.

Outro ponto que não recomendo, é usar gírias demais ou repetir muito uma palavra. No caso das gírias entendo que o blogueiro (a) queira deixa o texto mais humorado, porém existem alguns que extrapolam na dose. Assim como, não podemos esquecer a Variação Linguística, ou seja, Girafinhas ,garanto que se eu começar a colocar gírias cearenses aqui, poucos fora do nordeste vão me entender. Já nos casos de repetir palavras, tente evitar para não deixar o texto repetitivo. 

 

Existem 5° Resumo da historia

 

Lembre-se estou falando de resumo e não de spoilers, beleza? Apenas uma sinopse não diz muita coisa sobre a historia, então porque não resumi o começo? Além disso, se o seu blog faz resenha de Doramas, ai sim que é necessário esse resuminho. Não foram apenas um, mas vários Doramas que vi com sinopses completamente diferentes da historia, ou seja, resumi é necessário. Até mesmo porque, por meio do resumo, já teremos aquele gostinho antecipado e isso irá contar muito na hora de colocar na balança.  Um conselho, conte a historia até chegar no ponto principal, não é para fazer uma narrativa detalhada, mas que nos deixem com aquela pulga atrás da orelha.

 

6° Descrição dos personagens

 

Isso é uma das coisas que na minha opinião é indispensável em uma Resenha. Querendo ou não, os personagens pesam muito. Não precisa falar de todos, apenas dos que foram mais relevante para a trama. Procure contar um pouco da historia deles e falar sobre suas personalidades, sem esquecer de dizer se gostou ou não do personagem. Ah uma dica, exceto em livros, quando for falar de algum personagem, coloque a foto dele ao lado da descrição, pois assim facilita na hora de identificamos ele quando fomos conferir.

 

7° Informação ( Ano, Gênero, Sinopse…)

 

Esse tópico é opcional, já vi blogs muitos bons que não usam esse tipo de informação, mas como é algo que procuro sempre colocar nas minhas, resolvi falar sobre ele. As informação “padronizadas” são boas porque, já nos dar uma visão sobre a produção. Agora assim, não vamos apenas colocar as informações padronizadas e achar que o post estar completo, ok? 

 

8°Imagens ou Subtítulos

 

As imagens e subtítulos são importante para evitar que o texto fique cansativo, pois dar uma especie de pausa, sacaram? O numero de imagens fica ao seu critério, só tome cuidado para que não prejudique o carregamento da pagina. Quando se trata de resenha literárias costumo usar no máximo 3 imagens grandes. Já quando são Filmes, Series ou Doramas  gosto de usar um bom numero de gifs com cenas relevantes ou que mostram a personalidade dos personagens. 

Uma coisa que acho super bacana em alguns blogs é quando eles usam suas próprias imagens. Eu costumo fazer isso quando são resenhas literárias e sinceramente me divirto muito quando solto a imaginação para criar aquela foto. Não precisa ter um equipamento profissional para começar, pode usar até mesmo um celular se quiser. O importante é abusar da criatividade para criar imagens que mostram um pouco sobre o livro. 

 

9° Uma breve opinião sobre o final

 

Outro item que é um tanto opcional, mas que em parte acho é importante. Inicialmente, porque existem produções que tem um bom desenvolvimento, mas que o final é decepcionante, O Som do Coração. Logo, seu leitor já irá ficar “preparado” quando for assistir. Assim como, o final pode ser tão perfeito, que vale a pena em relação a um desenvolvimento puxado. Tente evitar spoilers pesados, caso seja impossível se segurar, faça um alerta para seu leitor. Sim, eu solto mandinga para quem colocar spoiler e não avisa. 

 

10° Conclusão

 

A conclusão vai ser praticamente um resumo de tudo que você colocou na resenha. Além disso, procure expor sua opinião final sobre a historia e diga se vale ou não a pena. Procure fazer algumas observações, por exemplo, se for uma historia muito sangrenta, aproveite para alerta as pessoas sensíveis. 

 

  • Blogs de Resenhas para conhecer

Eu Insisto
LoveCode
No Mundo dos Livros
O Blog da Mari

Espero que tenham gostado da listinha e se quiserem acrescentar alguma coisa fiquem livres para comentar.

 

TAG: Se eu fosse um Ser Imaginário

. 0 Comentários .


Enquanto minha vontade de escrever aparece aos poucos, rebebi uma Tag que pareceu uma verdadeira salvação. O blog que me indicou foi o Yuurei Neko (Obrigada Yuurei). A Tag é bastante criativa, acho que é por isso que gostei tanto dela, depois que passei um bom tempo pensando em que Ser Imaginário eu seria, cheguei a conclusão que…

 
 
1. Que tipo de ser (ex.: vampiro, imortal, meio-lobo, etc.) você seria?

Depois de pensar muito cheguei a conclusão de que seria uma Viajante do Tempo, como o próprio nome já diz, tenho o poder de viajar para qualquer data que desejar, além disso possuo uma maquina anti-paradoxo e isso facilita os Viajantes do tempo a mudar acontecimentos da história sem sofrer com Paradoxo Temporal.

 

2. Conte a história de sua especie.

Os recursos naturais já estavam escassos, água virou artigo de luxo e arvores só em pinturas. Para piorar a situação, estourou a Quarta Guerra Mundial causando mais miséria na Terra. Em busca de mudar o presente obscuro, os cientistas mudaram o DND de alguns humanos para que eles tivessem a capacidade de viajar pela linha temporal e alertarem aos seus ancestrais sobre o futuro próximo.

A primeira geração de Viajantes, viajou por várias épocas diferentes e em todas foram vistos como loucos, alguns acabaram mortos na Idade Média por serem considerados Bruxos. A segunda geração se infiltrou como membro comum da sociedade como, Biólogos, Cientistas, Filósofos e Videntes, os mais radicais viraram Hippies e Ativistas. Da mesmo forma que existiam os que procuravam fazer o bem, tinha os que só se preocupavam em lucrar a custa da miséria, utilizando-se do seu poder para roubar recursos extintos do passado para venderem no presente, a água era o produto mais cobiçado entre os demais, além deles, haviam os videntes que usavam seus conhecimentos para ganhar popularidade e grana em outras épocas.

Minha especie era mau vista pela a Elite, pois se conseguíssemos êxito, perderiam todo o luxo que possuíam. Sendo assim, eles contrataram Viajantes ambiciosos para ser tornarem seus servos e caçarem os demais para matar-los. Assim como os outros, os servos da Elite, se infiltravam em meio a Políticos, Militares e Delegados, dessa forma, manipulavam seus subordinados para que eles os ajudassem a eliminarem os outros Viajantes.

Por conta disso, minha especie vive escondida, enquanto alguns passam sua vida fugindo pela linha temporal, outros buscam uma vida normal, chegam até a construir uma família. É claro que existem os que ainda acreditam que podem mudar o presente e se arriscam ao se exporem, mas boa parte acabam mortos. Além disso, existe a lenda de que alguns Viajantes se juntaram para formar um grupo de contra-ataque para proteger os demais, porém nunca os vi.

 

3. Você é diferente da tua espécie? Se sim, o que te torna diferente?

Nos Viajantes do bem não possuímos muitas diferenças, apenas na maneira em que buscamos alerta os humanos sobre o futuro próximo. Decidi usar a Arte da escrita e por isso escrevo vários contos descrevendo o mundo em 3017, infelizmente meus livros são tidos como fantasia e boa parte dos meus leitores não se conscientizam com ele. Porém continuarei tentando alertados com mais histórias sobre futuros distópicos e espero que minha mensagem chegue a pelo menos um deles.

 

4.Tua espécie vive em conflito com outra espécie. Por que esse conflito e com qual espécie? Quais são as consequências?

Sim. Como haviadito, a Elite deseja eliminar a minha especie e para isso ela contratou Viajantes gananciosos para nos caçar pela linha temporal. Além disso, os cientistas dela, construíram mecanismos que podem localizar fendas temporais feita por algum Viajante e assim facilitar na captura do mesmo. Recentemente o boato de que os Viajantes do bem irão contra-atacar ganharam força, principalmente agora que um dos líderes da Elite foi sequestrado. A consequências são inimagináveis, pois nosso inimigo tem armas poderosas capazes de destruir cidades inteiras.

 

5. Escolha o que ocorre no meio desse conflito e explique: romance, tragédia, suspense ou revelação.

Como o conflito ainda não ocorreu é difícil imaginar o que iria acontecer, porém creio que haveria mudanças caso ganhássemos. O presente obscuro ganharia mais luz e os Viajantes poderiam viver em paz sabendo que cumpriram com seus deveres.

 

Ufa, finalmente terminei. A Tag é bem divertida, mas é um pouco longa, né mesmo? Acho que o desfecho dela não foi muito legal, mas juro que tentei. Para falar a verdade, a historia sobre os Viajantes do tempo é uma ideia que tenho sobre um livro que quero escrever, espero que vocês tenham gostado de conhecer a “minha” especie.

Repasso essa Tag para quem estiver com vontade de fazer-la, ok?