Resenha: The Sound Of Your Heart

- Dorama, Serie

Olá Girafinhas

Hoje venho trazer um post programado, como é a primeira vez, não sei se irá dar certo, mas se você estar lendo agora… Enfim, trago a resenha de The Sound of Your Heart, uma Série ou um Dorama (como preferirem) da Netflix. Claro que a Girafa Suprema, Lee Kwang Soo foi responsável por me fazer começar essa produção e tenho que admitir que ri para caramba.

Read More

Resenha: Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme

- Livro

Olá Girafinhas

Como vocês estão? Espero que estejam bem e se não estiverem, tentarei animar-los com mais uma Resenha. Já faz um certo tempo que tenho esse livro na minha estante, comprei para não ficar boiando quando fosse ver o filme, mas acabou que nem a leitura e nem o cinema deram certo. Recentemente, resolvi dar uma chance para o livro e acabei ficando surpreendida com o enredo, embora tenha achado o final decepcionante.

Read More

Campanha: Doe um sorriso

- Campanha, Pessoal

Olá Girafinhas do meu coração.

A minha lista de resenha só tende a aumentar, mas estou me organizando para quintar todas. Enquanto isso, venho trazer uma Campanha que andei planejando por um longo tempo. Pode ser, que não der em nada, mas se por a caso conseguir sensibilizar nem que seja uma pessoinha vou me sentir realizada com o projeto. Ficou curioso? Então venha comigo que irei lhe explicar melhor.

Read More

Resenha: Pandora

- Filme

Olá Girafinhas

Faz um certo tempo que assistir Pandora, mas acabou que dei prioridade para a Resenha de Tazza 2. Enfim, antes tarde do que nunca. É até difícil falar de Pandora, pois embora tenha uma temática diferente, é um filme que os elementos não se destacam.  A produção estar longe de ser ruim, porém deixou aquela sensação de faltar algo.

Read More

Resenha: Tazza – Uma Cartada Mortal

- Filme

Olá Girafinhas

Embora tenha assistido Tazza – Uma Cartada Mortal hoje a tarde, resolvi trazer essa Resenha como prioridade, para aproveitar a minha empolgação em relação a ele. Comecei a história como quem não quer nada e acabei envolvida com a trama. Sabe, quando estamos tão vidrados em uma história que nem conseguimos desgrudar o olhar da tela? Nem me lembro mais a ultima vez que fiquei tão envolvida com um filme da mesma forma que fiquei com Tazza.

Read More

Resenha: Reportagem Exclusiva

- Filme

Olá Girafinhas

Esses dias fiquei tão viciada na Netflix, que acabei acumulando resenhas e estou meio louca me programando para postar-las. Enfim… Vou falar de Reportagem Exclusiva ou melhor dizendo The Exclusive, um filme com Jo Jung Suk, um dos meus queridinho, inclusive tenho a resenha de outro filme dele Aqui. Espero que gostem da resenha.

Read More

Resenha: Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal

- Filme

Olá Girafinhas, tudo bom?

Vou aproveitar esse feriadão para atualizar o blog…Enfim, quando dei uma olhada na minha enorme lista de filmes, vi que tinha o Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal. Tanto o nome, quanto a capa me chamaram bastante atenção e logo fui assisti as cegas. É um filme leve e divertido, que acabou entrando na minha lista de Comédias Românticas favoritas. 

Nome: Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal
Diretora: Letícia Dolera
Ano: 2015
Duração: 1h30min
País: Espanha
Gênero: Comédia Romântica
Sinopse: Maria tem 30 anos, é uma pessoa peculiar e tem um objetivo: se tornar uma pessoa normal. Mas antes de tudo ela deve descobrir o que é exatamente isso. Que tipo de pessoa que ela é? Ela é uma pessoa normal? O que exatamente isso significa? Essa questão é mais profunda em sua mente. Depois que ela lista todos os requisitos, ela se propõe alcançá-los. Nesse percurso ela vai encontrar a ajuda de seu irmão, Alex, um rapaz de 25 anos com problemas mentais e que atinge todas as necessidades da lista. Ela conhece Borja, um garoto obcecado com dietas e perder peso. Eles vão fazer um pacto curioso: ela o ajuda a viver uma vida ativa e saudável, e ele a ajuda a encontrar seu objetivo: se tornar uma pessoa normal.

Depois que terminei 13 Reasons Why (Confira a Resenha Aquiprecisava assistir um filme leve para relaxar e acabou que Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal caiu feito uma luva. Um enredo simples e divertido, a história pode não ter grandes revelações, porém tem uma trama cativante e prazerosa de se acompanhar. Os personagens fogem dos padrões e a narrativa segue seus esforços para serem normais, até perceberem que não precisam disso para serem felizes.  

Pelo fato dos personagens não seguirem os padrões das comédias românticas, fica mais fácil de nos identificamos com eles. Logo que, são pessoas “comuns” que sofrem com os dilemas da vida, seja por quererem aceitação seja pela busca da falsa felicidade. Embora, a historia foque mais no desenvolvimento de Maria, o romance não deixou a desejar, pois a dupla é bem shippavel. 

Para você, o que é ser normal? Maria é uma mulher de 30 anos, desempregada e que precisa voltar a morar com a mãe. Enquanto, estava em uma entrevista de emprego, ela acaba criando os requisitos para ser normal. Ao perceber que não os atende, faz uma lista para tentar segui-los. Ela acaba conhecendo por a caso, Borja, um homem fora de forma que procura emagrecer. Os dois acabam fazendo um trata, Maria o ajudaria emagrecer, em troca Borja lhe ajudaria com a lista.

Após fracassar em mais uma entrevista de emprego e ser despejada. Maria, volta para a casa da mãe e cria uma lista de requisitos para ser uma pessoa normal. A principal, é uma personagem bem peculiar e por causa dessa peculiaridade que tanto gostei dela. Maria, não possui amigos e tem um relacionamento complicado com a mãe. Assim como, tem uma boa amizade com o irmão mais novo, que atende boa parte dos requisitos. Acompanhar o desenvolvimento da personagem foi divertido, haja visto que se enquadrar não é uma tarefa muito fácil.

 

Ela acaba conhecendo, Borja, um gordinho simpático que procura emagrecer. Os dois acabam fazendo um tratar, no qual ela o ajuda a emagrecer e em troca ele lhe ajuda a ser normal. Borja faz uma dupla perfeita com a nossa principal. Ele trabalha na mesma empresa que o irmão de Maria e os dois se conheceram quando ela procurava uma lampada para seu abajur. Só depois de se esbarrarem em uma biblioteca, que ambos fizeram o trato. Borja, é uma cara simpático e divertido, que tem problema quanto ao seu peso. Por isso, vive entrando e saindo de dietas para emagrecer. 

A história pode não ter tido grandes acontecimentos e ter um final um tanto previsível, porém o seu desenvolvimento foi gostoso de se acompanhar. A maneira como ele fugiu dos padrões, trazendo personagens tão diferentes e cativantes, foi um dos motivos para ter gostado tanto. O romance teve um desenvolvimento simples. Começou com uma cumplicidade e uma amizade invejável, até perceberem o que sentiam um pelo outro. Em meio a esse percurso, teve cenas divertidas e um tanto “fofas”.

Conclusão

Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal é uma história leve e divertida de se assistir. Um filme para desestressar  e curte as noites de sábado ou porque não, o feriado? Possui personagens cativantes e divertidos que com certeza irão lhe conquistar.

 

Resenha: 13 Reasons Why / Os 13 Porquês

- Serie

Olá, Girafinhas do meu coração.

Ontem terminei 13 Reasons Why ou levando para o nosso português Os Treze Porquês. Fazia um certo tempo que queria ler o livro em que a serie foi baseada, mas ele acabou morfando na minha Whislist. Com a estreia da serie, resolvi matar minha curiosidade em relação a historia e na primeira oportunidade comecei a assistir. Sabe, da mesma forma que enrolei para começar a serie, já que sabia que tinha um toque pesado, estou excitando para fazer a resenha. Pois ela mexeu comigo de uma forma que ainda estou organizando os sentimentos.

Nome: 13 Reasons Why
Criador: Brian Yorkey
Ano: 2017
País: EUA
Gênero: Drama
Episódios: 13
Sinopse: Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida – além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.

Você já deve ter ouvido falar nessa serie e até mesmo escultado alguns spoilers. A verdade é que, 13 Reasons Why caiu nas graças do público e não foi em vão.  Um dos motivos que me levou a dar uma conferida na produção, foi a premissa de tentar mostrar o lado de um suicida.  Sempre tive a curiosidade de entender o que se passa pela cabeça de um e a serie em parte conseguiu cumpri com seu objetivo. A trama tem um clima pesado e aborda sem rodeios assuntos, um tanto, polêmicos. 

Tenho um certo receio em relação às series Teen americanas, por achar o pessoal um tanto idiota.  Em 13 Reasons Why , tinha sim, personagens imbecis, mas isso não afetou na minha opinião sobre ela. Posso não ter morrido de amores pela trama, mas não posso negar o quanto fiquei envolvida com ela. Além disso, a historia tenta mostrar, como o Bullying acompanhado de uma neglicencia dos responsáveis ocasiona cicatrizes na vítima. Assim como, o suicídio afeta a vida dos familiares e colegas. 

Resultado de imagem para 13 reason why gifs

Clay Jense é um jovem reservado que recebe como encomenda algumas fitas. Ao escutar uma, ele se depara com a voz de Hannah Baker, uma colega que havia cometido suicídio. Na primeira fita, ela dita as regras e diz que as pessoas que as receberem fazem parte dos motivos que a fizeram cometer tal ato. Mesmo com receio de se machucar, Clay começa a escutar as fitas e se depara com a dolorosa historia de Hannah Baker.

No começo, cheguei a cogitar que os motivos seriam um tanto fúteis, porém a cada fita, pude senti como as coisas estavam ficando sufocantes para a personagem. Por isso, antes de julga-la, coloque-se no lugar dela, ok? Hannah vai narrando sua historia desde do primeiro dia de aula em uma escola nova até seus últimos dias nela. Nas fitas, a garota expressa seus sentimentos e a forma como cada pessoa a feriu e a magoou. Assim como, as fitas possuem segredos que todos querem ocultar-los. 

Resultado de imagem para 13 reason why gifs

Hannah é uma jovem comum, que tinha um humor afiado e procurava se dar bem com os outros. Infelizmente, por causa dos boatos envolvendo-a, passou a ser mau vista na escola e os seus poucos amigos, com o tempo foram dando as costas e até mesmo protagonizaram outros boatos. Até ai, a garota, continuou vivendo e tentando se adaptar ao inferno chamado ensino médio. Porém quanto mais tentava se encaixar e fazer uma nova amizade, mais acabava se ferindo. Não vou dizer que Hannah é ilesa de culpa, pois da mesma forma que era ferida, feria os outros. Mas não posso negar, que a garota, se esforçava para se dar bem com os demais. Além de, se manter otimista em relação as pessoas, entretanto, com o tempo sua vida foi ficando vazia e por não ter apoio, tudo perdeu o sentido. 

Resultado de imagem para 13 reason why gifs

Clay dividiu minha opinião, por um lado gostei dele, por outro estava preste a esgana-lo. Ele realmente gostava dela, porém não fez nada para ajudar-la. Não que a tenha ignorado, só não percebeu que ela precisava de ajuda. Com a vinda das fitas, resolverá se “vingar” dos porquês e tentar fazer justiça. Porém, não será tarefa fácil, já que seus colegas não estão dispostos a encararem seus erros. Além disso, ficamos tentando imaginar, qual motivo estar relacionado a ele e da mesma forma que o personagem se questiona, nos questionamos. 

Os Porquês

Resultado de imagem para 13 reason why gifs Resultado de imagem para 13 reason why gifs

Adoraria falar sobre Os Porquês separadamente e dizer o quanto os odieis ou que consegui entender o lado de alguns. Entretanto, isso iria estragar o clima da trama e a deixaria um tanto sem graça. Logo, irei só dar um comentário geral e um tanto vago sobre os motivos da Hannah. Cada personagem foi responsável, por matar um lado da principal até deixa-la vazia por dentro. Sendo que, tudo que Hannah queria era um amigo, alguém que pudesse contar, porém essas pessoas não estavam disposta a lhe dar a mão. A cada episodio, um deles é apresentado e por meio de cenas intercaladas, podemos ver o que aconteceu no passado/ como o personagem estar atualmente e a maneira que ele encara a situação. Por fim, nem precisa falar, que Os Porquês, irão se juntar para tentar calar o Clay ou precisa?

Atuação

Resultado de imagem para 13 reason why gifs

Mesmo se tratando de um cenário pesado que exigi muito dos atores, o elenco conseguiu conduzi bem as emoções dos personagens. Toda aquela carga emocional foi passada para o telespectador e pude senti a dor deles. Tenho que dar destaque, além de Hannah e Jess, para os pais da principal. Atuaram com maestria e mostraram como o suicídio afeta a família.

Conclusão

13 Reasons Why, causou polêmica em meios aos especialistas em psicologias, pois eles não a recomendam. Mesmo concordando que tem cenas pesadas e que pessoas sensíveis devem evitar. Acredito, que a serie trata de uma assunto serio e que sim, eu recomendo para aqueles que quiserem conhecer o lado de um suicida. Até porque, muitos adoram dizer que depressão e  suicídio é tudo “besteira”, mas nunca se colocaram no lugar do paciente.  Enfim, o final ficou em aberto, dando brecha para uma segunda temporada, creio eu, que da segunda temporada não irá passar. 

Nota 

 

Resenha: A História do Brasil Para Quem Tem Pressa

- Livro

Olá Girafinhas

Tudo bem com vocês? Diz ai que e falhei no planejamento essa semana. Peço desculpas, mas Quinta-feira não deu para postar como queria. A verdade, é que fazia tempo que queria terminar A História do Brasil Para Quem tem Pressa. Por isso quando cheguei no Período Republicano, só larguei com o livro quando terminei (rsrs). 

Nome: A História do Brasil para quem tem pressa
Editora: Valentina
Autor: Marcos Costa
Ano: 2016
Gênero: Histórico
Paginas: 200
Sinopse: Com fontes e referências bibliográficas para se compreender o Brasil, utilizando uma linguagem moderna, ágil e precisa, este livro único explica nosso país de uma forma que você nunca viu. Desde a expansão comercial e marítima na Europa (1453 – 1534), entrando no período colonial (1534-1822), passando pelo período monárquico (1822 – 1889) e terminando no período no período republicano (1889 – 2015). Ilustrado e didático, um livro essencial para todos que procuram um ponto de partida para se aprofundar na história do Brasil.

Você já se perguntou, o porquê do país estar nessa situação? Essa pergunta deve ter habitado a mente de muitos brasileiros.  O fato é, que essa realidade não foi gerado do nada e sim por causa de vários acontecimentos que acabaram se tornando uma bola de neve gigantesca. A História do Brasil Para Quem tem Pressa, tem a premissa de por meio de 200 paginas apresentar os momentos fundamentais para o nosso país. O livro cumpri com sua proposta de trazer uma leitura rápida e objetiva, de forma imparcial. 

Como ainda sou uma vestibulanda, essa leitura uniu o útil ao agradável. Porém, não espere nada muito detalho, haja visto que é impossível resumiu toda a historia do Brasil em apenas 200 paginas. No entanto, o resumo se mostrou bem esclarecedor e de forma imparcial nos deixou livre para absorver os fatos e tiramos nossas próprias conclusões. A escrita moderna, facilitou a compreensão dos fatos. Se fosse questionar qualquer coisa, seria que alguns momentos, senti uma falta de coerência, nada que tornasse a leitura ruim, mas que incomodou um tantinho assim.

Somos, enquanto nação, uma espécie de ornitorrinco social cujo habitat se localiza em algum lugar entre o Principado de Mônaco e o Haiti

Depois que terminei o Livro, me perguntei como iria fazer a resenha dele. Primeiro, por se tratar de uma historia que escutamos desde do nosso fundamental e até mesmo vimos acontecer. Segundo, por ser uma leitura bem rápida. Por conta disso, a resenha será curta, mas tentarei fazer de uma forma completa. 

A História do Brasil Para Quem Tem Pressa, trás desde dos acontecimentos posteriores a colonização do Brasil até 2015, com a crise do país. Por meio dessa Leitura, pude ver o quanto nosso país foi feito de Gato e Sapato. Isso trouxe um sentimento de indignação contra Portugal e até mesmo Inglaterra. Agora sei como as Coreias se sentem em relação ao Japão. Quando pensamos, “Nossa o país estar se afundando em corrupção”, nem imagina que esse mau estar presente desde da sua Colonização.

Da mesma forma que senti raiva e até mesmo nojo dos “Manda-Chuva”, que se aproveitaram do povão. Senti orgulho do povo brasileiro que lutou por uma ideologia e infelizmente não tiveram um fim justo. É lamentável, saber que nada é fictício e isso realmente aconteceu. Entretanto, é justamente por isso, que não podemos continuar dessa forma, principalmente num momento como esse. 

Vivendo à beira desse abismo, até quando ignoraremos que ele não é, no entanto, obra da natureza?

 Conclusão

A História do Brasil Para Quem tem Pressa, é uma leitura rápida e de fácil compreensão. Trás um resumo de acontecimentos fundamentais para nossa historia. De maneira objetiva e imparcial, apresenta fatos que contribuíram para a presente realidade do povo brasileiro. Além disso, por ser uma leitura imparcial, nos deixa livres para tiramos nossas próprias conclusões. 

Nota

Acabe com a Neura do Layout Perfeito

- Blogosfera, Dica

Olá Girafinhas

Tudo bem? Ah, comigo sim. Finalmente fiz meu planejamento e espero que dessa vez der certo. Pretendo postar de 2 em 2 dias, fielmente, beleza?  Como post dessa terça-feira, resolvi dividi com vocês um probleminha que sofri durante esse tempo de blogosfera. Se você não consegue ficar mais de um mês com o mesmo Layout. Ver defeito onde não tem. Tem um milhão de Layouts Free baixado no computador. Receio em dizer, que você sofre com a Neura dos Layouts perfeitos. Não se preocupe, pois esse post tem a cura. 

“Diagnóstico”

Estar em duvida se sofre ou não com essa Neura, relaxa que vou explicar melhor sobre ela. Quando comecei a ser blogueira, uma das coisas que mais gostava de fazer era criar Layouts. Até ai tudo bem, mas comecei a trocar de Layouts todo o mês,  as vezes, nem chegava a um mês. Não consigo dizer o motivo, mas enjoava muito rápido, assim como não me sentia satisfeita com nenhum. Essa frustração acabou prejudicando demais o meu blog e hoje estou meio que “curada”. Sei que usei um exemplo bem particular, mas sei também que existem muitos blogs que sofrem com o mesmo problema. Por isso, resolvi trazer uma dica para tentar aconselhar o pessoal que estar sofrendo com essa Neura. Espero que seja útil ♥

“Complicações”

Pode parecer algo inofensivo, até porque, que mau tem em trocar de Layouts ? Vou te contar o mau que tem. Para se montar um Layout Novo é preciso deixar o blog fora de ar no minimo um dia para se organizar tudo. Agora imagina se esse trabalho demorar mais que isso. Seu leitor tentará entrar nele e será barrado, o que acaba ocasionando um queda nas visualizações, além de que irá perder futuros leitores que foram barrados. 

Não sei se já repararam, mas blogs tidos como grandes, ficam no minimo 6 meses com a mesma aparência. Demorou um tempo até eu perceber, que o Layout é a identidade do blog e o leitor precisa de tempo até se acostumar com ele. Imagina você entrar em um casa que todo mês estar diferente? Além disso, essa obsessão pelo Layout perfeito, pode prejudicar a motivação do Blogueiro, haja visto que a insatisfação pode levar o Blogueiro a desistir do blog, logo que, almeja uma perfeição impossível. 

“Cura”

Não sei se é um receita totalmente eficaz, mas funcionou comigo, então…

Evite olhar demais para o Layout do seu blog

Uma vez havia ouvido que o melhor lugar para se fazer uma tatuagem é as costas, pois seria mais difícil de se enjoar dela. O mesmo serve para o seu blog. Olhar demais para o Layout, pode fazer com que você enjoei rápido demais do mesmo, além de arrumar imperfeições onde não tem. 

Evite fazer mudancinhas no Layout

Nossa Letícia, posso nem dar uma mexidinha no Layout. Pode não! Pois, são com essas pequenas mudancinhas que a coisa começa a desandar. Primeiro que, nunca é apenas uma mudancinha, sempre vai ter outra seguida dela. Além disso, pode acontecer algum bug que irá prejudicar o seu Layout.  Tá, Letícia, mas eu preciso desse Gadget Novo. Nesse caso, esteja consciente de não exagerar e acabar criando um Layout totalmente novo. Vai por mim, isso pode acontecer. Por isso o melhor é evitar as tentações. 

Tente ficar pelo menos 3 meses com o mesmo Layout

Ah, Letícia, não consigo.Consegue sim! Mesmo que não seja por 3 meses, mas estipule uma meta acima de um mês  e tente segui-la. Coloquei esse tanto, porque é mais fácil de ir se acostumado, até porque temos que começar aos poucos. No começo, foi uma tanto difícil para mim, pois de vez em quando me pegava olhando alguns temas grátis por WordPress. Porém aquela vozinha soava, você tem que aguentar até a meta. Estipulei para o Meio Assimétrica 6 meses, embora tivesse achado que seria difícil, estou me acostumando com o Layout atual.  A primeira coisa, que você tem que colocar na caixola é que NÃO EXISTEM LAYOUTS PERFEITOS.  Se é organizado, tem uma boa aparência e de fácil acesso para seus leitores, então não existem motivos para troca-lo tão rápido. 

Trouxe apenas 3 dicas, mas espero que elas sejam uteis. E voltarei quinta-feira com mais novidades. Até a próxima.